Vídeo | Recorde mundial: 167,7 km/h numa mountain bike

Markus ‘Max’ Stöckl é movido pela velocidade. O gerente geral da equipe de mountain bike MS-Racing Mondraker na Copa do Mundo UCI MTB DH  gosta de descidas íngremes e despencar o mais rápido possível. Aliás, definindo o recorde de velocidade de downhill com uma mountain bike comum por mais de 20 anos.

Preste atenção na sua tentativa de novo recorde no vídeo abaixo e mais sobre essa história incrível..

Batendo seu próprio recorde

Para o seu novo projecto V-Max, Stöckl, de 42 anos, tinha como objetivo bater o seu próprio recorde mundial de velocidade utilizando uma bicicleta de montanha (mountain bike) produzida em série. O recorde atual foi realizado em 2011, quando Max literalmente despencou do Vulcão Cerro Negro na Nicarágua a 164,95 km/h.

Stöckl e sua equipe de apoio de seis homens identificaram o deserto do Atacama no Chile, na costa do Pacífico como o novo local a ser explorado. Nada prospera na região, tudo que pode ser visto envolta são rochas e pedras por quilômetros e quilômetros.

“A descida [na Nicarágua] não foi divertida o suficiente – não foi um verdadeiro desafio. Quando voltei para casa depois da Nicarágua, comecei imediatamente a procurar uma nova montanha para descer. Descobrimos essa aqui no Chile.”
Max Stöckl

Deserto do Atacama no Chile

Para saciar sua sede por velocidade, o piloto austríaco escolheu uma encosta de montanha no deserto, que tinha um pico de 3.972 metros de altitude, uma inclinação de 45 graus na área de partida e uma pista de livre de 1200 metros de cima para baixo. Houve também resistência ideal de vento nos arredores neste local.

Segurança em primeiro lugar

Para fazer a tentativa da quebra do recorde velocidade segura o máximo, Max usava uma roupa especial com airbag – semelhante aos usados por esquiadores e basejumpers. O capacete que foi usado totalmente customizado. A mountain bike que ele usou, é claro, não podia ser nada além de uma bike de downhill da Mondraker. Nada foi adicionado ou alterado na bike para fazê-la ir mais rápido.

“Eu queria ter essa chance de andar de bicicleta muito rápido novamente”
Max Stöckl

Stöckl testou a inclinação da montanha e fez oito descidas para encontrar a linha ideal. Até tomar gosto pela velocidade e partir para tentativa final para bater o recorde mundial.

“Quando você está circulando acima de 160 km/h, cada quilômetro por hora extra requer um esforço enorme. Esta força tem um impacto sobre a bike e o corpo inteiro.”
Max Stöckl

Excesso de velocidade para o sucesso

A descida real atingiu uma velocidade de 167.6 km/h, batendo assim o seu recorde anterior. Max levou 11 segundos e 650m para atingir sua velocidade máxima. Não é nada ruim para alguém que não é considerado um atleta profissional.

Aliviado e, claro, muito feliz, Stöckl foi rápido para expressar suas emoções após bater o recorde.

“Foi tão exaustivo, mesmo a descida só durando 20 segundos. Eu não posso expressar o meu sentimento nas palavras. Mesmo se você souber que só vai ser 10 ou 15 km/h mais rápido do que a última descida de treinamento – no cume da montanha, olhando para baixo e sentindo a adrenalina foi um momento muito emocionante!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.