Cape Epic em 2018 terá contrarrelógio e quatro etapas com mais de 100km

Cape Epic capa

A 15ª edição da ultramaratona Cape Epic, na África do Sul, que será disputada de os dias 18 a 25 de março, terá como novidade uma etapa de contrarrelógio, o que não ocorria há sete temporadas. “A última vez que tivemos uma crono foi em 2010. Nós resolvemos pelo contrarrelógio para que os competidores tenham oportunidade de mudar as coisas”, disse Kati Csak, diretora da prova.

O contrarrelógio terá 39 quilômetros de percurso, com 1.430 m de subida, em Wellington, no 5º dia da disputa. Os competidores terão que enfrentar, também quatro etapas com mais de 100 km de percurso.

O prólogo será nas encostas da Table Mountain, que não entrava no roteiro há três anos. O trajeto inclui ainda Robertson, Worcester e Wellington e a final em Val de Vie Estate, no Vale Paarl-Franschoek.

Os competidores vão passar três dias em Robertson, nas primeiras três etapas, depois terão uma etapa de transição para Worcester, onde ficam por uma noite antes de se estabelecerem em Wellington para a etapa até Val de Vie. No total, o percurso terá 658 quilômetros, com 13.530 metros de subida acumulada.

A diretora da prova classificou a ultramaratona do ano que vem como “equilibrada e ousada”. “Há etapas para escaladores e para atletas explosivos”, avalia.

AS ETAPAS:

Prólogo: Cape Town-Cape Town – 20km
Etapa 1: Robertson-Robertson – 110km
Etapa 2: Robertson-Robertson – 110km
Etapa 3: Robertson-Worchester – 122km
Etapa 4: Worchester-Wellington – 111km
Etapa 5: Wellington-Wellington – contrarrelógio – 39km
Etapa 6: Wellington-Wellington – 76km
Etapa 7: Wellington-Val de Vie – 70km

VEJA VÍDEO:

Com informações de Cape Epic

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.