Lucas Borba conquista o pódio no Brasileiro de MTB Downhill

O catarinense Lucas Borba (Manoel Marchetti/Shimano/Maxxis) disputou neste fim de semana a edição de 2018 do Campeonato Brasileiro de Mountain Bike Downhill (DH), a principal competição do País na modalidade. Com a quinta colocação da fase decisiva do evento realizado em São Vendelino (RS), Luquinha – como é conhecido – garantiu mais um pódio na elite nacional da modalidade.  O título ficou com o gaúcho Lucas Bertol, de Bento Gonçalves, que conquistou o tricampeonato na categoria.

Lukinha no pódio no Rio Grande do Sul (Divulgação)

“O Brasileiro de MTB Downhill de 2018 foi uma prova realmente difícil de ser disputada. As condições da pista estavam extremamente complicadas. O circuito ficou bastante pesado e muito destruído devido às chuvas e lama no percurso. Foi duríssimo para todos os pilotos”, contou Luquinha, que tem sua bike equipada com o grupo Shimano Saint dedicado a prática do DH.

“Fico feliz por estar no pódio em mais esse desafio. Parabéns aos atletas que compareceram. Foi realmente uma disputa dura”, complementou o catarinense, terceiro colocado em 2016 e vice-campeão no ano passado. Além do campeão Lucas Bertol e de Lucas Borba, subiram no pódio da elite masculina os pilotos Maicon Pradella, William Bortolozzo e Pedro Lucas Ferreira, entre segundo e quarto lugares, respectivamente.

Vinhal exibe medalha na Califórnia (Cesar Delong Divulgação)

Ironman 70.3 Santa Rosa – O belo-horizontino Thiago Vinhal (Sense Factory Racing) disputou no sábado (28) o Ironman 70.3 Santa Rosa, na Califórnia (EUA). Vinhal concluiu sua participação em décimo lugar, na prova vencida pelo australiano Sammy Appleton, em 3h16min59. O top 3 da elite masculina teve ainda Jackson Laundry, do Canadá, e Tyler Butterfield, de Bermudas. “Acredito que fiz uma boa corrida, mas tenho muita coisa a melhorar para conseguir representar bem o Brasil no Mundial do Havaí, em Kona, em outubro”, comentou Vinhal.

Thiago Vinhal (Pedro Cury PedroCury.com)

Novidades Shimano – Em 2018, a Shimano fez o lançamento do tradicional grupo de ciclismo de estrada 105 R7000, totalmente remodelado: são novas tecnologias herdadas do Dura-Ace, alavancas de STI adequadas para mãos menores (de mulheres por exemplo) e freio a disco hidráulico – finalmente regulamentado pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Vale destacar que o ciclismo de estrada é uma modalidade bastante praticada por atletas de MTB, como complemento aos treinos.

Também neste ano, a marca lançou o XTR M9100 e atendeu o pedido dos fãs com a configuração de 12 velocidades, trazendo muitas outras inovações. O grupo apresenta um cassete totalmente inovador com pinhões de amplo alcance de 10-45D ou 10-51D, freios com 2 ou 4 pistões, e um novo cubo com a nova tecnologia Shimano Micro Spline. Um novo projeto de configuração de freios e alavancas, que permite ao ciclista posicionar seus comandos, incluindo a alavanca de canote retrátil de selim “dropper post” XTR, em uma situação otimizada para máximo conforto e acionamento rápido.

Com informações de ZDL Sports

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.