DNA aventureiro: A herança de um ciclista que disputará a CIMTB

Espírito audaz combinado com uma porção de ancestralidade em busca de aventura. A liberdade que o ciclismo proporciona conquistou Guilherme Toktz que começou a pedalar aos 15 anos de idade com o ciclismo de estrada.

Guilheme aos 17.jpg
Guilheme aos 17

O paranaense de 33 anos foi o escolhido na campanha #AtletaAudaxPorUmDia, após surpreender a marca com a produção do seu vídeo, e vai competir ao lado do Tricampeão Brasileiro de XCM, Lúcio Otávio, na 4ª Etapa da Copa Internacional Levorin de Mountain Bike, realizada em Congonhas – MG.

Mas a história de conquistas de Guilherme iniciou muito antes disso. Descendentes de alemães, ele acredita que a paixão pelo esporte veio como legado de família. “Aos 16 anos trouxe pra casa um troféu de ciclismo e ao mostrar para meu avô ele abriu um armário chaveado, de onde tirou um troféu de ciclismo de 1920, que pertenceu ao meu bisavô. Meu avô me contou um pouco da história dele e me presenteou, falando que se eu tinha toda esta afinidade com o esporte o troféu deveria ser meu”, revela Guilherme.

Troféu alemão.jpg
Troféu alemão

Pouco tempo depois, aos 17 anos, o paranaense teve o privilégio de dar uma volta solo na Nova Zelândia com sua bicicleta. Um ano depois ele interrompeu a prática do esporte, retornando apenas aos 29 anos com o Mountain Bike. Atualmente pedala pela EL Shadai Bike Shop, uma revendedora Audax da cidade de Cambé – PR.

Casal Tkotz.jpg
Casal Tkotz

Seguidor fiel nas redes sociais, Guilherme decidiu participar da campanha após ver uma publicação no Instagram. “Participar de um evento como este e ter a chance de correr ao lado de Lúcio Otávio é como um sonho. Adorei a proposta e fiz o vídeo com muita vontade de vencer”, declarou o campeão.

Guilherme relata ainda que sua família continua a tradição aventureira, com sua esposa que também pedala e dois filhos.

Filhos do casal tkotz.jpeg
Filhos do casal tkotz

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.