Brasileiro de Pista reuniu os melhores do país durante 7 dias de competição em Indaiatuba

Com presença dos principais ciclistas da modalidade, o Campeonato Brasileiro de Pista 2018 reuniu cerca de 250 atletas. A programação começou no último domingo (02/12) com as categorias de base (Infantojuvenil, Juvenil e Junior), e terminou neste sábado, promovendo disputas acirradas entre os atletas da Elite/Sub23 e Paraciclismo.

Mesmo sob sol forte, o publicou marcou presença no Velódromo Municipal e abrilhantou ainda mais as disputas. O evento, que também soma pontos para o ranking mundial, contou com mais de dez categorias oficiais.

A prova de Keirin abriu a programação final do campeonato. No feminino, Tatielle Valadares, da equipe Funvic/São José dos Campos, pedalou forte e finalizou com a medalha de ouro. Gabriela Yumi e Carolina Barbosa, ambas do Clube Maringaense de Ciclismo, terminaram na segunda e terceira colocações, respectivamente.

Atletas da Tandem no Paraciclismo.jpg
Atletas da Tandem no Paraciclismo
Crédito: Luis Claudio Antunes/CBC

Já no masculino, domínio total para Kacio Freitas, atleta da equipe Rio de Janeiro Cycling Team e representante da seleção brasileira, que fez bonito e somou o seu quarto título na Keirin. Fernando Sikora Junior, do Clube Maringaense de Ciclismo, ficou com a prata e João Vitor, da Memorial/Santos, levou o bronze.

“Estou muito satisfeito com os resultados. Apesar de estar um pouco cansado da última viagem para a copa do mundo, consegui fazer uma boa recuperação e estou saindo com três ouros nesta edição do brasileiro. Agora é continuar focando nas copas do mundo e na briga pela classificação olímpica para Toquio 2020”, destacou Kacio Freitas.

Além da vitória na Keirin, Kacio Freitas ainda comemorou a medalha de ouro na prova do 1KM contrarrelógio, também neste sábado, e da Velocidade Individual, na sexta.

Final da Keirin masculina.jpg
Final da Keirin masculina
Crédito: Luis Claudio Antunes/CBC

Carolina Barbosa, atleta do Clube Maringaense de Ciclismo, considerada um dos principais destaques do campeonato, conquistou o título da prova 500m com o tempo de 36s651. Gabriela Yumi, também do Clube Maringaense, marcou 37s067 e ficou com a prata, seguida por Tatielle Valadares, da Funvic/São José dos Campos, fez 38s438 e conquistou o bronze.

Madison

Disputada em duplas, a prova Madison é uma das mais exigentes do Velódromo. A corrida masculina foi disputada em 100 voltas (10 sprints intermediários), e foi marcada por várias quedas, tendo que ser interrompida duas vezes para atendimento médico aos atletas.

Prova de Keirin.jpg
Prova de Keirin 
Crédito: Luis Claudio Antunes/CBC

Os irmãos Fabio e Ricardo Dalamaria somaram 56 pontos e garantiram a primeira colocação. A dupla da equipe Memorial/Santos, formada por Joel Candido e Rafael Braga, conquistou a medalha de prata com 30 pontos, e os ciclistas Fernando Sikora e Rauny Gonçalves somaram -7 pontos e ficaram com o bronze.

No feminino, as atletas percorreram 80 voltas (8 sprints intermediários) e a vitória ficou com Daniela Lionço e Wellyda dos Santos, da ABEC Rio Claro com 102 pontos. Alice de Melo e Janildes Fernandes, da Secretaria de Esportes de Indaiatuba conquistaram a prata com 45 pontos, enquanto Thayná Araujo e Taise Benato, da Memorial/Santos, fizeram 20 pontos e levaram o bronze.

Tatielle Valadares.jpg
Tatielle Valadares
Crédito: Luis Claudio Antunes/CBC

“Esse ano fiz uma preparação na Europa, competindo também algumas provas e cheguei no brasileiro bastante consciente das minhas condições. Durante a prova procurei estar sempre atenta e junto com a Wellyda conseguimos desempenhar um bom papel para terminar na primeira colocação. Gostaria de agradecer todos os meus apoiadores e a confederação pela organização do campeonato”,  declarou Daniela.

Paraciclismo

Entre os destaques da categoria Paraciclismo, Marcia Ribeiro Fanhani, da Memorial/Santos, ficou com a medalha de ouro na prova de Perseguição Individual da categoria Tandem. Na categoria WC5, Telma Aparecida, da equipe de Taubaté, ficou na primeira colocação, seguida por Ana Raquel.

Wellyda e Daniela na Madison.jpg
Wellyda e Daniela na Madison 
Crédito: Luis Claudio Antunes/CBC

“É muito importante ter o Paraciclismo inserido no Campeonato Brasileiro de Pista. Espero que possa servir de motivação e incentivo para o surgimento de novas atletas e que cada vez mais a nossa modalidade consiga se desenvolver em todas as suas categorias”, contou Telma.

O Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista 2018 é uma realização e organização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) e Federação Paulista de Ciclismo (FPC), com patrocínio da Penks Vestuários, e apoio da Prefeitura Municipal de Indaiatuba e Travel Inn Hotels.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.