Movimento Para Credibilidade do Ciclismo divulga dados de dopping no ciclismo em 2018

O MPCC (Movimento para credibilidade do ciclismo), grupo formado por equipes, ex-atletas e patrocinadores que buscam limpar a imagem do esporte. Divulgaram essa semana um levantamento dos casos de doping no esporte em 2018, o ciclismo ficou na 13ª posição num total de 40 esportes.

Veja abaixo uma tradução livre do texto original da MPCC:

Nós achamos que os fãs do ciclismo ficarão felizes em ver que o esporte deles está classificado 13º nesta classificação de casos de doping e corrupção, muito atrás dos esportes preferidos dos americanos e também atletismo, futebol e rugby. Os ciclistas estão certos em sentir isso, mas não completamente, e vamos explicar por quê.

Já se passaram 5 anos desde que começamos a lançar este barômetro, que leva em conta apenas os casos que foram divulgados publicamente pelas federações ou pela mídia. Entre esses casos, apenas retemos aqueles referentes a atletas de alto nível ou profissionais.

Este trabalho de 5 anos poderia ter nos permitido decifrar tendências. Infelizmente, não podemos encontrar nenhum quando se trata de ciclismo. Com 17 casos em todas as disciplinas, os números permanecem basicamente os mesmos dos últimos anos. 6 casos envolvendo equipes do World Tour e do Pro Conti: são 2 a menos que no ano passado, mas ainda 3 a mais que em 2016. Em relação ao ciclismo de estrada, sempre houve um pouco mais de 10 casos nos últimos 5 anos. Podemos, no entanto, estar contentes que nenhum caso de corrupção tenha ocorrido em nosso esporte. Claro, o ciclismo não é um esporte com muito dinheiro em jogo, especialmente em sites de apostas. O futebol ou o críquete, por exemplo, estão muito mais envolvidos nessas questões.

Pela primeira vez, o MPCC levou em conta os casos de corrupção para o barômetro deste ano. O delito financeiro, assim como a manipulação de resultados, são agora parte do nosso estudo. Esses casos, freqüentemente revelados pela mídia, causam enormes prejuízos à credibilidade do esporte, tanto quanto os casos de doping. Embora o número de casos de corrupção seja menor do que os casos de doping, eles definitivamente existem: identificamos 136 deles (em todos os esportes) em 2018. Esses casos de corrupção estão espalhados por 50 países, mas giram em torno de uma dúzia de esportes.

Os casos de corrupção estão muito mais espalhados pelo mundo do que os casos de doping. De um modo geral, os principais países onde a credibilidade é gravemente prejudicada permanecem os mesmos: os Estados Unidos, a Rússia e a Índia podem aumentar o tamanho de seus países como um escudo. Este argumento não é relevante quando se trata de Itália (37 casos de doping em 2017, 39 em 2018) e República Dominicana (31 casos no ano passado, 29 este ano – essencialmente jogadores de beisebol).

Podemos ver que o número de casos de doping que foram revelados publicamente assim que o processo disciplinar ou a punição foi pronunciado está aumentando ano após ano (perto de 600 este ano). Isso não significa que o doping esteja em ascensão. Isso mostra que as federações estão mais propensas a enfrentar seus casos de doping no cenário público, como fazem com qualquer outra ação disciplinar. Há também mais transparência em como a política antidoping é liderada. Cinco anos atrás, apenas vinte federações divulgaram seus casos de doping. A partir de hoje, cerca de cinquenta deles estão fazendo isso.

A única tendência real que podemos identificar é que o ciclismo está cada vez mais longe do topo da nossa classificação de casos de doping. No entanto, os fãs de ciclismo devem atenuar sua satisfação: isso não se deve a uma queda nos casos de doping, mas principalmente devido a essa nova transparência concedida pelas federações.

Movimento Para Credibilidade do Ciclismo divulga dados de dopping no ciclismo em 2018 (2).jpg

Movimento Para Credibilidade do Ciclismo divulga dados de dopping no ciclismo em 2018 (1).jpg

Mais informações no site MPCC

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.