Holanda conquista 2 ouros no 1ª dia de Mundial de Ciclismo de Pista

holanda

Foram 3 finais nesse primeiro dia de disputas e a Holanda já garantiu 2 ouros, sendo um em prova olímpica.

Assim começou nesta quarta-feira no Mundial de ciclismo de pista em Berlim, na Alemanha. O mundial não dá vagas diretas para os Jogos de Tóquio, mas é a última competição importante que vale pontos fundamentais para o ranking olímpico, que dará todas as vagas olímpicas.

Favorita ao ouro olímpico, a equipe da Holanda (que neste ano mudou de denominação para Países Baixos) no sprint por equipes masculino surpreendentemente deu show em primeiro lugar. Campeões em 2018 e 2019, marcaram o melhor tempo nas eliminatórias com 41.987 e então venceram sua bateria de primeira rodada com 41.275, marcando novo recorde mundial. Assim na decisão, a Holanda com Roy van den Berg, Harrie Lavreysen e Jeffrey Hoogland, marcaram mais uma vez novo recorde mundial com 41.225 sobre a sempre forte equipe britânica em segundo lugar, que contou com o multicampeão Jason Kenny marcando o tempo de 42.400. Em terceiro lugar a Austrália com bronze ao vencer a forte equipe francesa.

No feminino

No sprint por equipes feminino, ouro para a dupla da Alemanha formada por Pauline Grabosch e Emma Hinze, que surge como a nova força alemã. Após a grande dupla Miriam Welte e Kristina Vogel, tetracampeã mundial e ouro olímpico em Londres-2012. As alemãs tinham ficado com apenas o 5º tempo nas eliminatórias (com Grabosch e Lea Friedrich), mas, com Emma Hinze entrando, marcaram o melhor tempo na primeira rodada e assim derrotaram na decisão por 32.163 a 32.384 a dupla australiana de Kaarle McCulloch e Stephanie Morton, campeãs mundiais em 2019. Na disputa do bronze, as chinesas Chen Feifei e Zhong Tianshi derrotaram a fortíssima dupla russa de Daria Shmeleva e Anastasiya Voynova, que esteve no pódio nos últimos 5 mundiais.

Na única outra final do dia, na não-olímpica scratch feminina, a Holanda com Kirsten Wild ficou em primeiro lugar com o ouro ao completar as 40 voltas da prova, assim seu 3º ouro mundial nesta prova e 7º título mundial da carreira. Prata para a americana Jessica Valente e bronze para a portuguesa Maria Martins em terceiro lugar.

E ainda

O dia foi marado com mais dois recordes mundiais nas preliminares da perseguição por equipes masculino. A fortíssima equipe da Dinamarca fez o melhor tempo das eliminatórias com 3:46.579 batendo a marca mundial. Na primeira rodada, melhoraram a marca com 3:46.203 e assim fará a final nesta quinta-feira contra a Nova Zelândia. No bronze, Itália contra Austrália. Equipe britânica foi apenas 7ª na quali e ficou de fora das finais. Na quali da perseguição por equipes feminina, melhor tempo da equipe americana com 4:11.229 seguida de perto pelas britânicas com 4:11.871.

Prefere ver o vídeo? Abaixo os melhores momentos do primeiro dia.

Além disso você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.