CIMTB realiza prova Classe 1 com maior nível técnico da história do Brasil

CIMTB

Com uma estrutura gigantesca no Vale do Cuiabá, em Petrópolis/RJ, evento contou com 800 participantes e recebeu elogios de todo o mundo

De lado de fora da pista, o público em completo êxtase com o start list mais forte da história do país nas super elites feminina e masculina entre provas nacionais até hoje realizadas, contando com ciclistas campeões olímpicos e igualmente mundiais. Do lado de dentro, estrangeiros maravilhados com o combo composto pela estrutura da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike, circuito XCO Henrique Avancini e o calor único dos fãs brasileiros. Essa foi a tônica da etapa de abertura da competição, que contou com 800 participantes no São José Bike Club, em Petrópolis/RJ, cidade apoiadora do evento.

As provas

No sábado (2), a norte-americana Kate Courtney e o suíço Thomas Litscher deram um show no circuito reduzido do Short Track (XCC) terminando em primeiro lugar. Já no domingo, foi a vez da atual campeã olímpica, Jolanda Neff, da Suíça, e do atual campeão mundial sub-23, Martin Vidaurre, do Chile, impressionarem o público com uma pilotagem perfeita e vencerem o Cross Country Olímpico (XCO).

Comissário responsável pelo bom andamento das provas dentro do circuito, pista essa com 4,5 km e pouco mais de 200 metros de altimetria acumulada por volta, o argentino Leandro Carpinelli fez então sua avaliação, bastante positiva, das provas realizadas entre sexta-feira (1º) e domingo (3) na Copa Internacional Michelin de Mountain Bike.

“Foi um fim de semana intenso. Uma prova com muita presença internacional. A realidade é que a CIMTB Michelin ano após anos se supera. O evento tem uma organização impecável em todos os aspectos, com uma grande infraestrutura. Uma competição realizada às vésperas da Copa do Mundo, um verdadeiro teste para toda e equipe de trabalho, que se saiu muito bem”, destacou Leandro. “Agora, pensaremos na Copa do Mundo, evento importante para toda a América Latina, mas principalmente para o Brasil. A volta da competição ao País, após ser realizada em Balneário Camboriú há quase 20 anos. Será a primeira vez da competição no seu formato moderno, com bicicletas de aro 29, circuitos curtos e rápidos. Estou animado para o que vem pela frente, feliz pelo o que passou”, completou.

O responsável pela Copa do Mundo

Responsável por todos os detalhes da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike, o britânico Simon Burney acompanhou o terceiro e último dia de atividades da CIMTB Michelin. Dessa maneira já para planejar todos os acertos necessários para a competição internacional, que acontece entre os dias 7 e 10 de abril, também no São José Bike Club.

“Estive aqui 50 dias atrás. É incrível ver a diferença com a estrutura montada e com as pessoas presentes. Sobre a pista, todos os retornos que tivemos dos pilotos e de suas equipes foram realmente positivos. A corrida foi um pouco difícil porque choveu, o que me deixou um pouco apreensivo. Talvez algumas sessões ficariam difíceis com mais chuva. Foi desafiador, mas não tivemos nenhum grande problema. Pudemos aprender bastante neste domingo, planejando o que fazer na Copa do Mundo. Mas, os ciclistas, em resumo, nos pediram para não mudarmos nada, porque estava tudo muito legal. Para nós, esse é um ótimo cenário. Teremos muito trabalho até quinta-feira (7), que vai depender muito se irá chover, mas a sensação é de que não será um problema caso chova”, então avaliou Simon.

Organização satisfeita

O sorriso no rosto dos membros da organização demonstrava que não só estavam felizes com a abertura da temporada, mas também com a consciência de que nos três dias do evento, o mountain bike nacional pode alcançar o maior nível de sua história no Brasil e na América Latina.

“Realizamos neste fim de semana a maior prova Classe 1 latino-americana. Contudo acredito que nunca mais veremos no Brasil uma prova deste nível, com tantos ciclistas internacionais inscritos. Foram mais de 100 estrangeiros, totalizando 35 países. Nosso start list teve 200 inscritos, entre as super elites femininas e masculinas. Foi histórico. Uma satisfação enorme proporcionar isso para o ciclismo mundial”, por fim comentou Rogério Bernardes, organizador da CIMTB.

Assim veja o vídeo mostrando tudo

Foto divulgação CIMTB / Léo Boi

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.