Anderson Ezequiel brilha e conquista o bicampeonato Pan-Americano de BMX

No Campeonato Pan-Americano de BMX, realizado em Americana, neste sábado dia 25, Anderson Ezequiel, também conhecido como Andinho, conquistou o bicampeonato Pan-Americano entre os homens. O pódio da competição foi completado por Matias Jesus Brizuela, da Argentina, e Diego Arboleda, da Colômbia.

Depois de ganhar sua bateria semifinal com uma boa vantagem, Andinho fez uma prova sólida na decisão do Pan-Americano de BMX. O brasileiro largou bem e assumiu a liderança um pouco antes da primeira curva. No decorrer da prova, Anderson controlou a vantagem que tinha para os demais participantes, conseguiu suportar o ataque de dois adversários na reta final e cruzou a linha de chegada em primeiro lugar.

“Estou muito feliz de competir em casa e, desde que eu me tornei profissional, é minha primeira prova internacional aqui em casa. Para mim, é uma honra ser campeão ao lado dela (Mariana Pajón, que conquistou o título feminino), que é bicampeã olímpica”, comentou o brasileiro.

Após a conquista do bicampeonato Pan-Americano de BMX, Anderson Ezequiel busca fazer desse título um ponto de virada na temporada. Após não ter conquistado bons resultados nas etapas da Copa do Mundo que participou em 2019.

Ouro para Anderson Ezequiel Pan 2019 - Salto.jpg
Anderson Ezequiel
Crédito: Giovani Almeida / Ladeira Hill

“Saindo dessa competição, eu estou indo para a França, (para a etapa de Saint-Quentin-En-Yvelines, pela Copa do Mundo), depois disso é focar no Mundial, (que acontece entre 23 a 27 de julho em Zolder, na Bélgica), tentar fazer mais uma final e quem sabe um pódio”, disse Anderson Ezequiel.

Pouco depois do Mundial, o ciclista participa dos Jogos Pan-Americanos de 2019, que acontecem em Lima, no Peru. Andinho acredita que a competição deste sábado serve como um bom parâmetro para o que pode acontecer no segundo semestre deste ano.

“Mesmo sem contar com os americanos a competição teve um bom nível, os colombianos são muito bons, tem o Diego Arboleda, que foi terceiro colocado em uma etapa da Copa do Mundo desse ano, e os argentinos, que sempre fazem finais de Copa do Mundo. Em 2015, eu participei dos Jogos em Toronto, acabei em quarto lugar e por uma posição não peguei medalha.  Espero esse ano conseguir a medalha para o Brasil”, finalizou Anderson Ezequiel.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.