Citando Brasil, membro do COI diz que Olimpíada 2021 esta ameaçada

coi

John Coates, ex-vice presidente do COI (Comitê Olímpico Internacional) e Chefe da Comissão de Coordenação de Tóquio 2020, garantiu que a próxima edição dos Jogos Olímpicos em 2021 ainda está ameaçado por causa da pandemia do Covid-19.

“Nós temos sérios problemas porque receberemos atletas vindo de 206 nações diferentes”, disse Coates na coletiva organizada pela News Corp realizada na Austrália.

Chefe da Comissão de Coordenação de Tóquio 2020, citou ainda por exemplo o caso do Brasil. Que recentemente passou dos mais de 10 mil novos casos do novo coronavírus.

Falou ainda que poucos países estão avançados no combate à epidemia como a Austrália.

“Teremos mais de 11 mil atletas nos Jogos, 5 mil árbitros e técnicos, 20 mil profissionais das mais variadas mídias, 4 mil trabalhadores do Comitê Organizador e mais de 60 mil voluntários. É muita gente”

Coates assim ainda afirmou que outubro será um mês igualmente crítico para entender se Tóquio poderá receber o evento em 2021, citando inegavelmente prováveis quarentenas e restrições para o público.

“Tóquio 2020 só pode ser realizada em 2021. Não podemos adiar novamente. E temos que ter a consciência de que com vacina ou não, ela não será suficiente para o dividir com o mundo todo.” por fim comentou John Coates.

Thomas Bach, presidente do COI, disse no dia anterior que não há plano B para Tóquio 2020. Ou os Jogos serão realizado em 2021 ou não serão. Bach garantiu que Shinzo Abe, primeiro ministro japonês, teria dito que 2021 é a última opção.

Contudo o fato é que desde o adiamento por causa da pandemia do Covid-19. A realização ou não da Olimpíada de Tóquio 2020 tem mais capítulos negativos do que animadores.

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.