Mais de 1200 atletas de 10 países disputam o Pan-Americano de BMX no Brasil

Após exatamente dez anos, o Campeonato Pan-Americano de BMX Racing retorna para o Brasil. A última vez que o país sediou a competição foi em 2009, na cidade de Paulínia. Desta vez, são aguardados mais de 1200 pilotos representantes de 10 países que estarão disputando o Pan-Americano, no sábado (25/05), e o Latino Americano, no domingo (26/05).

O Pan do Brasil ganha ainda mais importância pela proximidade dos Jogos Pan-Americanos de Lima, servindo de referência para testar o atual nível dos principais nomes da modalidade, além de somar pontos para o ranking classificatório para Tóquio 2020 como uma das competições mais importantes do calendário internacional da UCI.

Mais de 1200 atletas de 10 países disputam o Pan-Americano de BMX no Brasil.jpg
Foto divulgação

“É uma responsabilidade muito grande, mas ao mesmo tempo uma honra poder voltar a realizar um evento deste porte no Brasil. Serão dois dias intensos de disputas emocionantes. O público terá a oportunidade de acompanhar todas as provas gratuitamente, podendo torcer e vibrar com os seus atletas favoritos em um ambiente saudável e altamente profissional, que conta com uma incrível infraestrutura pensada para garantir conforto e segurança de todos os envolvidos”, declarou Kleber Santos, coordenador do BMX Racing na CBC.

O programa de competições será iniciado oficialmente na quinta-feira, 23, pela manhã, com a abertura da secretária para a confirmação de participação dos pilotos, retirada de placa e credenciamento. No período da tarde, serão realizados os primeiros treinos oficiais.  O congresso técnico está marcado para sexta-feira, 24, a partir das 19h no Novo Hotel Nacional, localizado na Rua Washington Luís – 399, no centro de Americana.

Mais de 1200 atletas de 10 países disputam o Pan-Americano de BMX no Brasil1.jpg
Foto divulgação

O Campeonato Pan-Americano de BMX Racing 2019 é uma organização e realização da Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), com patrocínio da Penks Vestuários, e supervisão da União Ciclística Internacional (UCI), Confederação Pan-Americana de Ciclismo (COPACI) e Comissão Pan-Americana de Bicicross (COPABI).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.