Festival Brasil Ride celebra sucesso da sétima edição em Botucatu

Pelo sétimo ano consecutivo, as cidades de Botucatu e Pardinho, localizadas na Cuesta Paulista, viveram dias inesquecíveis de muita saúde e atividade física no Festival Brasil Ride. As competições tiveram início na prova de ciclismo de estrada, a Road, no domingo (16), tendo sequência com a corrida de montanha, Trail Run Series, e disputas de mountain bike, Warm Up Pro e Sport, entre quinta-feira (20) e sábado (22). Ao todo, 4.000 atletas de seis países, Brasil, Alemanha, Chile, Espanha, Portugal e Venezuela, se desafiaram nesses quatro dias e escreveram mais um capítulo da história do maior evento esportivo outdoor do País.

“Não poderíamos estar mais felizes e satisfeitos com o andamento da sétima edição do Festival. Todas as provas realizadas apresentaram novidades de percurso, que foram aprovadas pelos esportistas na bike e na trail run. Tivemos também um retorno muito positivo por parte das prefeituras de Pardinho e Botucatu, inclusive com a rede hoteleira da região lotada no feriado de Corpus Christi”, comemorou Mario Roma, fundador da Brasil Ride.

Atleta da PNE Victor Luise (Fabio Piva  Brasil Ride).jpg
Atleta da PNE Victor Luise (Fabio Piva – Brasil Ride)

Na edição de 2019 do Festival Brasil Ride, o recorde de participantes na categoria PNE foi batido, com 35 atletas entre ciclistas e corredores, outro fato também celebrado pela organização do Festival. “Particularmente, fico mais contente ainda por termos batido o recorde de participações de pessoas com deficiência nas disputas, porque essa é uma categoria que eu luto por ela desde sempre e incentivo com gratuidade aos participantes nas provas da Brasil Ride durante a temporada”, afirmou Roma.

Um dos participantes na PNE que fizeram parte do recorde de inscritos foi o ciclista Victor Luise. Ele correu o Warm Up Pro e concluiu os três dias de prova na quarta colocação, subindo no pódio da disputa ao lado do campeão Valdir Ferreira, do vice, Flavio Silva, e de Jefferson Spimpolo e Gustavo Tetsuo, terceiro e quinto colocados, respectivamente.

Encarando a subida (Fabio Piva  Brasil Ride.jpg
Encarando a subida (Fabio Piva – Brasil Ride

Após sofrer um acidente de carro em 2000, quando tinha 18, e ter sua perna direita amputada, Victor se apoiou no esporte para enfrentar as dificuldades e dar a volta por cima. Iniciou praticando o levantamento de peso e depois, há exatos cinco anos, começou a pedalar no ciclismo de estrada, integrando atualmente a seleção brasileira de paraciclismo.

“Gostaria de agradecer a organização pela oportunidade de correr o Warm Up do Festival Brasil Ride, um evento top de linha do mountain bike. Participar do circuito é um pré-requisito e desafio para quem é ciclista. Cheguei a ter receio de vir, mas vim pela primeira vez para conhecer de perto. É duro, difícil, mas o cara que tem objetivo consegue concluir, porque o ciclismo é fazer o que a gente gosta, um estilo de vida e a Brasil Ride está de parabéns por ter a PNE com um nível muito alto de competidores. Isso só fomenta o esporte e estou feliz por fazer parte desta família a partir de agora”, contou Victor, goiano de 37 anos.

A pequena Maria, animada com suas medalhas (Ney Evangelista  Brasil Ride).jpg
A pequena Maria, animada com suas medalhas (Ney Evangelista – Brasil Ride)

Corridas para as crianças – Enquanto os atletas de mountain bike competiam na manhã de sábado no Warm Up Pro e o Sport, foi realizado na arena do evento as provas de bike e de corrida para as crianças, que fizeram a festa, como é de costume. Esse foi o caso da pequena Maria, de 7 anos de idade, que pedala desde os 5 anos e participou da primeira largada do dia.

“Já tenho 15 medalhas conquistadas nesse tempo em competições esportivas”, disse a pequena ciclista, de Botucatu, acompanhada de perto por sua mãe. “Meu marido e eu sempre incentivamos ela a pedalar e também a correr, nas provinhas que tem na região. Ela gosta de esporte e achamos isso bem importante para o seu crescimento”, disse Gladys, mãe da jovem Maria.

Hugo Prado, terceiro colocado, passa rápido pelo riacho (Fabio Piva  Brasil Ride).jpg
Hugo Prado, terceiro colocado, passa rápido pelo riacho (Fabio Piva Brasil Ride)

Os campeões da sétima edição:
Road Brasil Ride 100k:
 Jaílson Diniz e Nadine Gil
Road Brasil Ride 70k: Gabriel Cavichio e Viviane Lourenço
Warm Up Pro: Bruno Lemes e Sofia Subtil
Warm Up Sport: Luis Felipe Eleutério e Lilian Pio
Trail Run 21 km: Marildo Barduco e Sandra dos Reis
Trail Run 16 km: Cassiano Narcizo e Grietje Couperus
Trail Run 6 km: Julio Charme e Moniqui Agnes

Largada em frente à Catedral de Botucatu (Wladimir Togumi  Brasil Ride).jpg
Largada em frente à Catedral de Botucatu (Wladimir Togumi – Brasil Ride)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.