Pedal das Capivaras em prol da despoluição do Rio Pinheiros

Oitava edição do movimento acontecerá no sábado (14) com debates e passeio ciclístico. Além disso com inscrições gratuitas que terminam na sexta-feira (13)

Com o objetivo de chamar a atenção para a despoluição do Rio Pinheiros, no próximo dia 14, a Shimano, principal marca mundial de componentes de bicicleta, promoverá assim a oitava edição do Pedal das Capivaras. A ação, que tem a parceria da Eureka Coworking, Legado das Águas, EF Education First, Util Bicicletas, Internutri, Cheguei de Bike e assim como a Blue Cycle, busca engajar a sociedade, a iniciativa privada, os órgãos públicos, ONGs e a imprensa para a revitalização de um dos principais rios que cruzam a capital paulista.

“A Shimano abraçou esta causa desde 2011. Nosso principal motivador contudo foi a Ciclovia do Rio Pinheiros. Neste período, observamos também o início de uma mudança na cidade de São Paulo, que deixou de ser orientada exclusivamente para automóvel e voltou a ser pensada não só para as pessoas, com mais espaços comuns, mas também com áreas de atividades ao ar livre. Vemos cada vez mais pessoas trocando o carro por outros modais, como a bicicleta.

Pedal das Capivaras 2013 - Divulgação Shimano
Pedal das Capivaras 2013 – Divulgação Shimano

Contudo nesse mesmo contexto de uma cidade mais sustentável, precisamos olhar para os nossos rios”, enfatiza João Magalhães, coordenador de marketing da Shimano Latin America, que completa. “Durante décadas, o Rio Pinheiros ficou marginalizado, esquecido entre vias de asfalto e a linha férrea, longe das pessoas. A ciclovia construída às margens do rio trouxe novamente o cidadão, sem dúvida mais precisamente os ciclistas, ao convívio com o Pinheiros. E por que não termos de volta o rio limpo e despoluído, para a nossa cidade e para um futuro melhor”?

Programação 2019 e as novidades no percurso do passeio

O evento terá duas ações. A primeira acontecerá às 9h no Eureka Rooftop (localizado na Avenida Paulista, 2439), onde diversos empresários, associações, profissionais especialistas em mobilidade e formadores de opinião estarão reunidos para debater temas que envolvem a despoluição do Rio Pinheiros e contribuem para a melhoria da vida na cidade. Desse modo já estão confirmados representantes do Legado das Águas, da EF Brasil, Util Bicicletas, Vereador Police Neto, além de representantes da própria Eureka Coworking. A recepção do público terá início às 8h30 com café da manhã.

“A Eureka acredita que o debate em torno do tema é necessário e faz parte da missão da nossa empresa não só em incentivar e mas também participar de ações que mobilizem pessoas em prol das melhorias que sonhamos para a nossa cidade e nosso país”, comenta Daniel Moral, cofundador da Eureka Coworking.

O passeio

Após o debate, terá início a concentração para o Pedal das Capivaras (das 11h às 12h) pela ciclovia da Avenida Paulista. contudo diferente dos anos anteriores, quando o passeio aconteceu na ciclovia do Rio Pinheiros, a organização trouxe o percurso para a principal via da cidade. “Nosso objetivo é chamar atenção da população e mas também conscientizar cada vez mais pessoas. E nada melhor que a avenida mais paulista de São Paulo”, comenta Magalhães.

Pedal das Capivaras
Capivaras no Rio Pinheiros – Divulgação Shimano

A saída do passeio será na Praça do Ciclista, localizada na Avenida Paulista em frente ao Eureka Rooftop, com todo o percurso realizado pela ciclovia, até as proximidades do metrô Ana Rosa, na Rua Vergueiro, uma distância total de aproximadamente 8 km.

A iniciativa além disso, tem ainda como finalidade criar um grupo com o interesse genuíno em divulgar e atuar pela causa da despoluição do Rio Pinheiros. “Todos estão convidados para serem porta-vozes desse desafio, contribuindo a dar nova vida a este rio que abriga muitas capivaras e por onde passam centenas de ciclistas diariamente” conclui o coordenador.

Legado

O Legado das Águas – Reservas Votorantim, maior reserva privada de Mata Atlântica do País, é um dos parceiros do Pedal das Capivaras. Recentemente, a Reserva lançou o Projeto Novo Pomar Urbano em São Paulo, uma iniciativa em parceria com a Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, ao propósito de desenvolver um projeto paisagístico urbano para a margem oeste do rio Pinheiros. Serão plantadas mais de 30 mil espécies nativas da Mata Atlântica, muitas raras ou que contudo correm o risco de serem extintas.

“Tratamos esse projeto muito além do plantio de mais árvores na Marginal Pinheiros. É uma soma positiva de técnicas e beleza, caminho para encarar os desafios que atingem metrópoles como São Paulo, entre eles o aumento da disponibilidade hídrica e resistência para enfrentar alagamentos. Com a nossa proposta, queremos voltar a atenção para o rio Pinheiros, e incentivar ações individuais e coletivas que contribuam para também deixar nossa cidade mais humana e solidária, além de promover outras atividades que podem resgatar um dos mais icônicos rios brasileiros, a exemplo do Pedal das Capivaras, uma importante iniciativa da Shimano”, afirma David Canassa, diretor da Reservas Votorantim.

Pedal das Capivaras
Inscrições

O evento é gratuito e aberto ao público, tanto para os debates como para o passeio ciclístico pela despoluição do Rio Pinheiros. As inscrições são realizadas pelo portal do Sympla e ficarão abertas até sexta-feira (13), com vagas limitadas. Os 60 primeiros inscritos ganharão um colete refletivo exclusivo do passeio e concorrerão a brindes.

História

Criado em 2011 pela Shimano, o Pedal das Capivaras é um passeio de bicicleta em prol da despoluição do Rio Pinheiros. Nas sete edições anteriores, mais de 1200 ciclistas participaram do evento de conscientização, e importantes empresas e autoridades já aderiram a causa, como a CPTM, SP Market, Caloi, EMAE, Legado das Águas, Agência Leo Burnet, Vereador Police Neto, SeuLixoMeu, entre outras. Desde 2015 aliás o evento passou a fomentar debates envolvendo órgãos públicos, mídia, formadores de opinião e representantes da indústria da bicicleta.

Rio Pinheiros e sua ciclovia

O Rio Pinheiros possui 26 quilômetros de extensão e é o principal afluente do Rio Tietê. Suas águas nascem na Serra do Mar, composta pela junção dos rios Jurubatuba e Guarapiranga, encontro que acontece próximo à estação Santo Amaro do Metrô.

Antigamente, o rio possuía diversas curvas e apresentava inundações periódicas em sua várzea. Suas águas proporcionavam um espaço para lazer e práticas esportistas, abrigando inclusive importantes competições. Mas por conseqüência do crescimento da cidade, foi necessário fazer uma “reforma” do curso do Rio. Iniciadas em 1928 e finalizadas na década de 50, as obras tinham o objetivo de aprofundar a calha, acabar com as inundações, canalizar as águas e por fim inverter o se entido do rio, com as águas bombeadas rio acima para a Represa Billings. Entretanto, com o crescimento da poluição, o bombeamento para a represa Billings foi encerrado no final da década de 80. O rio se transformou em uma local desfavorável para vida aquática e impróprio inclusive para navegação.

Inaugurada em fevereiro de 2010, a Ciclovia do Rio Pinheiros em primeiro lugar tornou-se uma das principais opções para a prática do ciclismo na capital. A via é administrada pela CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) que estima por conseqüência que mais de 41 mil ciclistas passem pelo local mensalmente. Desde a sua inauguração cerca de 5,4 milhões de ciclistas já percorram a via, que sofre com a poluição e mau cheiro.

Apoio

O Pedal das Capivaras tem o apoio da Eureka Coworking, EF Education First, Cheguei de Bike, Legado das Águas, Blue Cycle, Internutri, Util Bicicletas.

Serviço

8º Pedal das Capivaras Shimano
Data: 14/12/2019
Horário: a partir das 8h30. Chegada do pedal às 12h.
Local do evento: Eureka Coworking Rooftop/ Praça do Ciclista
Endereço: Avenida Paulista, 2439.

Inscrição gratuita através do sympla no link

Pedal das Capivaras
Pedal das Capivaras 2014 – JB Carvalho – Shimano
Além disso você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.