Brasileiros chegam à final, mas não ao pódio no BMX em Houston

bmx
No Lone Star Nationals, em Houston (EUA), Anderson Ezequiel terminou em 4º e Renato Rezende acabou em 6º

Em busca de pontos para o ranking olímpico que dará vagas para os Jogos de Tóquio-2020, os brasileiros Renato Rezende e Anderson Ezequiel competiram no último sábado (7) pelo Lone Star Nationals de ciclismo BMX, disputado em Houston (EUA). Embora tenham chegado à final da prova, ambos ficaram fora do pódio.

O melhor classificado foi Ezequiel, o Andinho, que terminou na quarta posição e assim somou 50 pontos no ranking olímpico. Rezende concluiu a prova na sexta colocação, que lhe rendeu 30 pontos na corrida olímpica. A prova foi vencida pelo francês Romain Mahieu, seguido por Anthony Dean, da Austrália (2º) e Cameron Wood, dos Estados Unidos (3º).

O resultado não mudou muito a situação da briga por uma vaga para os Jogos de Tóquio. Por enquanto, na classificação olímpica Renato Rezende soma atualmente 1006 pontos, seguido por Ezequiel, que tem agora 834.

No ciclismo BMX, um dos critérios de classificação olímpica é pelo ranking, reservando 18 vagas, distribuídas de acordo com a classificação por nações. Atualmente em 10º lugar nesta classificação, o Brasil teria hoje direito a uma vaga via ranking, que hoje seria de Renato Rezende.

Outras duas formas de classificação para a Olimpíada são através dos três primeiros colocados do ranking mundial (que será fechado em maio), além de outras duas destinadas ao campeão e vice do Mundial, previsto para o final de maio (26 a 31), também em Houston.

Além disso você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.