Manuel Fumic, parceiro de Avancini, sofre grave acidente

Manuel Fumic
Ciclista da Cannondale Factory Racing sofreu múltiplas fraturas e deixa a UTI nesta quinta-feira para submeter-se a uma cirurgia por conta de uma pulmão perfurado

O ciclista Manuel Fumic da Cannondale foi ao chão, nesta 2ª feira dia 1º de junho. Fumic fazia um treino de simulação de corrida em seu circuito de preparação regular. O resultado da queda surpreendentemente foi fratura clavícula e do omoplata, 6 costelas quebradas e um pulmão perfurado.

Ontem, ele saiu da UTI e agora terá que enfrentar uma longa recuperação para poder treinar novamente. Manuel Fumic tem 38 anos e, em 2020, lutaria pela vitória na Absa Cape Epic e participaria das Olimpíadas de Tóquio. Contudo o calendário foi canceladas pela pandemia do coronavírus, em um ano que parecia que ele ainda andaria em alto nível.

Manuel Fumic explicou o que aconteceu em suas redes sociais:

“Pouso forçado. Não é esse tipo de imagem que eu gostaria de compartilhar com vocês, mas às vezes as coisas não saem conforme o planejado e isso aconteceu comigo na segunda-feira. Em uma sessão de simulação de corrida em uma dos meus circuitos de treinamento, bati no tronco de uma árvore com o pedal. Fui lançado sobre o guidão e caí bruscamente batendo minhas costas. Mas tive a sorte de poder ligar para meu irmão que me pegou e me levou para o hospital. O diagnóstico foi uma clavícula quebrada, uma omoplata quebrada, 6 costelas quebradas e um pulmão perfurado. Saí da UTI ontem, vou fazer uma cirurgia amanhã e trabalhar para uma recuperação completa.“

Aposentadoria

Companheiro de equipe de Henrique Avancini, o alemão Manuel Fumic assim havia fixado este ano como sua última temporada como ciclista profissional, decisão que foi protelada para 2021 após o cancelamento da Cape Epic por conta da pandemia do Covid-19.

Com este grave acidente, especula-se que o alemão possa alterar novamente sua decisão, já que agora tudo depende da recuperação, que pode inclusive se beneficiar desta atípica temporada para voltar à sua forma física sem as pressões dos compromissos de provas.

Esperamos que o alemão mais brasileiro do MTB e parceiro eterno de Henrique Avancini se recupere completamente e assim opte por prolongar sua vida como ciclista profissional por mais um ano, em busca de repetir os objetivos que ele havia estabelecido para 2020.

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.