Mundial de ciclismo de Estrada 2020 larga e termina na pista de F1 em Imola

Mundial de ciclismo

O Mundial de ciclismo de Estrada 2020 teve a sede anunciada nesta quarta-feira dia 2. A União Ciclista Internacional (UCI) definiu Ímola como o local para a realização do evento que, neste ano, só terá atletas da elite. As disputas começam no dia 24 de setembro e vão até 27 deste mês.

O Mundial seria realizado em Aigle-Martigny, na Suíça. Mas o governo daquele país segue proibindo eventos com mais de mil pessoas até pelo menos 30 de setembro, três dias depois do final do Mundial. Por isso, os organizadores desistiram da competição e criaram um problema para a UCI, que precisa do dinheiro gerado pelo evento para manter as finanças em dia.

Igualmente a outras modalidades do ciclismo, em virtude da pandemia do coronavírus, a programação do Mundial de ciclismo de estrada passou por adaptações.

De acordo com a UCI, a justificativa para realização apenas das provas da categoria de elite é porque a maioria dos atletas, tanto do feminino quanto do masculino, já estão na Europa. Assim a exclusão das categorias júnior e sub-23 foi decidida para não privar alguns os jovens de participarem do evento por dificuldades de se locomoverem até a Itália.

“Uma notícia extraordinária para uma região, como a nossa, que é uma amante das duas rodas e com tradições ciclísticas muito fortes. Assim que se abriu a possibilidade, trabalhamos na possibilidade de receber uma competição tão importante”, celebrou o governador da Emilia-Romagna, Stefano Bonaccini.

Presidente da UCI parabeniza Imola

“Parabenizo o Comitê Organizador de Imola pela excelente qualidade de seu material de licitação. Que contudo foi produzido em um curto espaço de tempo. Gostaria também de agradecer aos outros três candidatos Peccioli, Alba Adriatica e Haute-Saône que também enviaram documentos sólidos à UCI”, disse David Lappartient.

“Não foi uma escolha fácil, mas mostra que, mesmo neste período difícil que vivemos, o Campeonato Mundial de ciclismo de estrada ainda é muito atrativo para as cidades e suas regiões. Estou ansioso para assistir a essas corridas que prometem ser magníficas”, assim acrescentou o presidente da UCI.

Mundial de ciclismo
Foto divulgação
Programação

O Mundial de ciclismo de estrada de 2020 começa no dia 24 de setembro, em uma quinta-feira. Nesta data inicial será disputada a prova de contra-relógio individual da elite feminina. Na sexta-feira (25) será a vez dos homens pedalarem no mesmo modelo de disputa das mulheres no dia anterior. No fim de semana acontecerão os eventos de fundo, com a participação das ciclistas no sábado e dos ciclistas no domingo.

“Estou convicto que o Mundial de ciclismo de Estrada 2020, em Imola, permitirá a todos nós, apesar da difícil situação atual, testemunhar um grande festival esportivo. Convido vocês a acompanharem este evento na Itália, verdadeiro território do ciclismo. Dessa maneira em um dos circuitos mais desafiadores da história da competição”, por fim disse o mandatário da UCI.

O novo percurso prevê largada e chegada no circuito de Imola, um dos mais representativos da história da Fórmula 1. É um trajeto irregular na região de Emilia-Romagna. A pista de 28,8 quilômetros será a mesma tanto para os homens quanto para as mulheres, sendo que eles dessa forma darão 9 voltas e elas 5, um total de 144 quilômetros.

Já no contrarrelógio, o percurso também será igual para homens e mulheres, em um total de 32 quilômetros, sendo o trajeto praticamente plano. A mudança da data, que antes iniciaria no dia 20 de setembro, na Suíça, permitirá que os ciclistas que participam da Volta a França consigam competir também no Mundial de ciclismo de estrada.

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.