Produção de bicicletas registra o melhor Janeiro em oito anos

abraciclo

Mais de 61 mil unidades saíram das linhas das fábricas instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM, o que comprova o esforço das associadas em atender à demanda

As fabricantes de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus – PIM produziram 61.437 unidades em janeiro. Segundo levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo, esse é o melhor resultado para o mês desde 2014, quando a produção de bicicletas registrou 69.999 unidades.

Ainda de acordo com dados da associação, o desempenho foi 7,8% maior na comparação com janeiro do ano passado (56.981 bicicletas), mas também 142,2% superior ao registrado em dezembro (25.370 unidades).

O vice-presidente do Segmento de Bicicletas da Abraciclo, Cyro Gazola, afirma que os números comprovam o esforço das associadas para atender à demanda.

“O setor ainda sofre com os impactos da falta de insumos, mas graças ao planejamento, estamos superando essa adversidade e, gradativamente, atendemos ao consumidor que deseja uma bicicleta”, então disse.

Segundo Gazola, as fabricantes elaboraram um plano de ação, que abrange toda a cadeia logística, capaz de suprir as linhas de produção nos próximos meses.

“O foco principal é que todas as unidades retomem a curva de aceleração, dessa forma, iremos equilibrar a oferta e a demanda”, assim enfatiza.

“Outro desafio enfrentado neste início do ano foi o impacto da disseminação da Ômicron, nova variante da covid-19. A produção não parou em nenhuma das quatro associadas, mas ficou mais lenta devido aos casos de afastamento de colaboradores”, então explica Gazola.

Produção de bicicletas por categoria

Mesmo representando 2,4% do total de bicicletas produzidas no PIM, a categoria de elétricas inegavelmente foi a que registrou maior crescimento percentual. Em janeiro, foram fabricadas 1.491 unidades, o que corresponde a um crescimento de 306,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado (367 bicicletas). Em relação a dezembro, a alta foi de 61% (926 unidades).

“A expectativa para este ano é de produzir cerca de 15 mil unidades. O que representa aumento de 45,7% na comparação com 2021”, assim afirma Gazola. “A bicicleta elétrica é uma boa opção de deslocamento nas cidades e será cada vez mais comum vê-la nas ruas. Os brasileiros seguem uma tendência mundial de optar por produtos em sintonia com o meio ambiente e adotar um estilo de vida mais saudável”, por fim comenta.

Em números absolutos, a categoria mais produzida é a Moutain Bike (MTB), com 38.702 unidades, o que representa 63% do volume total. Confira o ranking de janeiro:

Produção de bicicletas
Exportações

Janeiro registrou 2.126 bicicletas exportadas. Entretanto na comparação com dezembro, houve retração de 57,1% (4.959 bicicletas). Nesse mesmo mês do ano passado, foi embarcada apenas uma unidade.

Segundo dados do portal Comex Stat, que apura os embarques totais de cada mês e analisados pela Abraciclo, os principais destinos foram os países do Mercosul: Paraguai (1.765 bicicletas e 83% do volume exportado), Uruguai (220 unidades e 10,3%) e Argentina (120 bicicletas e 5,6%).

Foto divulgação

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.