Brasil Ride 10 anos: Avancini e Fumic vencem a 3ª etapa, em Guaratinga

Dupla da Cannondale Factory Racing XC ganhou no sprint e tentou diminuir vantagem para dupla da DMT Racing Team, porém Ferreira e Becking conseguiram fazer uma boa marcação aos adversários. Na elite feminina, trocas nas camisas de líder e das Américas

As fortes chuvas na noite desta terça-feira (22) na região de Guaratinga, no extremo Sul da Bahia, proporcionaram alguns quilômetros a mais à terceira etapa da Brasil Ride. A disputa prevista para ter 67 km foi estendida e assim contou 75 km para que os vencedores da terceira etapa da décima edição fossem conhecidos. Entre os homens, a vitória foi de Henrique Avancini e Manuel Fumic, da Cannondale Factory Racing XC, que abriram uma certa vantagem nos quilômetros finais, porém foram alcançados pelos líderes Tiago Ferreira e Hans Becking, da DTM Racing Team. Lukas Kaufmann e Konny Looser, da FKS Factory Racing, completaram o top 3.

Avancini e Fumic concluíram o percurso em 2h48min40, apenas um segundo à frente dos atuais donos da camisa amarela. “Desde o inicio o Avancini e o Fumic forçaram bastante o ritmo, mas o Hans e o eu tínhamos uma estratégia bem definida de segui-los e não forçar. Durante toda etapa nunca passamos dos nossos limites e perdemos tempo no segundo single track, que para mim é um tipo de terreno que eles são melhores do que eu. Prefiro não correr riscos nessas partes, porque quando exige físico consigo fechar os espaços deles”, comentou Ferreira.

brasil-ride-10-anos-avancini-e-fumic-vencem-a-3ª-etapa-em-guaratinga (2)
Chegada no sprint para Fumic e Avancini (Fabio Piva / Brasil Ride)

“Em momento algum nos estressamos, não tivemos problemas e na segunda volta eles chegaram a abrir 20 segundos, mas controlamos a diferença e conseguimos diminuir quando achamos oportuno, ao forçar o ritmo na subida final, porque talvez o Fumic não esteja tão bem quanto o Avancini nessas subidas mais intensas. Respeitamos bem o ritmo um do outro e zeramos o gap para eles nos três quilômetros finais, sem gastar muita energia. Ano passado foi diferente, porque perdemos tempo e forçamos muito. Desta vez, mantivemos a vantagem e não gastamos tanta energia”, complementou Ferreira.

Na disputa masculina das Américas, a liderança mudou de mãos, com Sherman Trezza e Guilherme Muller, da Cannondale Brasil Ride, assumindo a camisa branca, que estava nas mãos de Edson Rezende e Nicolas Sessler, da Caloi Avancini Team / Burgos BH. Sherman e Gulherme tiveram ótimo desempenho no dia, terminando em quinto lugar, logo atrás de Jaroslav Kulhavy e Matous Ulman, da Specialized Racing.

brasil-ride-10-anos-avancini-e-fumic-vencem-a-3ª-etapa-em-guaratinga (3)
Pódio da 3ª etapa do Brasil Ride (Fabio Piva / Brasil Ride)
Elite feminina

Entre as mulheres, Letícia Cândido e Hercília Najara, Audax Corinthians / Tripp Aventura, garantiram a segunda vitória na edição de 2019, após um dia difícil na segunda etapa. Elas diminuíram mais de um minuto e meio para as líderes, que agora são Viviane Favery e Tânia Clair Piclker, da Cannondale Brasil Racing / Soul Cycles. Vivi e Tânia terminaram em segundo lugar, cerca de dois minutos à frente de Jaqueline Mourão e Danilas Ferreira, dupla Sense / Tropix, que agora são as líderes das Américas no feminino.

“Tivemos um prólogo com alta performance e na segunda etapa diminuí o ritmo, porque senti um pouco a intensidade da passada. Aceleramos nesta terceira etapa para diminuir a diferença para as líderes e aproveitei para sentir se meu corpo se adaptaria bem ao calor, porque nesta quarta-feira (23) teremos uma etapa bem dura, a Rainha. Conseguimos, mas acima de tudo testamos a sintonia para dar nosso máximo na quarta de sete disputas”, disse Hercília Najara.

brasil-ride-10-anos-avancini-e-fumic-vencem-a-3ª-etapa-em-guaratinga (4)
Festa no pódio feminino 3ª etapa Brasil Ride (Fabio Piva / Brasil Ride)

Atual campeã brasileira de Maratona, Cross Country Olímpico e Short Track, Letícia não escondeu a felicidade com a vitória. “No meu caso, senti bastante o joelho na segunda etapa e não sabia como iria reagir nesta terça-feira. Quando vi que estava bem, resolvi forçar. A Hercília me ajudou bastante, quando precisei dela, e esse companheirismo foi bastante legal. Para mim foi uma surpresa essa vitória escapada. Muito gratificante vencer mais uma etapa da Brasil Ride”, comemorou Letícia.

Resultados – Etapa 3 – Guaratinga – 75 km

Masculino
1- Henrique Avancini (BRA) / Manuel Fumic (ALE) – 2h48min40
2- Tiago Ferreira (POR) / Hans Becking (HOL) – 2h48min41
3- Lukas Kaufmann (BRA) / Konny Looser (SUI) – 2h52min24
4- Jaroslav Kulhavy (CZE) / Matous Ulman (CZE) – 2h52min25
5- Sherman Trezza (BRA) / Guilherme Muller (BRA) – 2h52min26

Feminino
1- Letícia Cândido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 3h47min23
2- Viviane Favery (BRA) / Tania Clair Pickler (BRA) – 3h49min00
3- Karen Olímpio (BRA) / Ilda Pereira (BRA) – 3h49min49
4- Jaqueline Moura (BRA) / Danilas Ferreira da Silva (BRA) – 3h50min56

Acumulado – após 3 etapas

Masculino
1- Tiago Ferreira (POR) e Hans Becking (HOL) – 8h44min22
2- Henrique Avancini (BRA) e Manuel Fumic (ALE) – 8h48min55
3- Kristian Hynek (CZE) e Martin Stosek (CZE) – 8h57min32
4- Jaroslav Kulhavy (CZE) e Matous Ulman (CZE) – 9h01min01
5- Lukas Kaufmann (BRA) e Konny Looser (SUI) – 9h03min00

Feminino 
1- Viviane Favery (BRA) e Tania Clair Piclker (BRA) – 11h44min01
2- Jaqueline Mourão (BRA) e Danilas Ferreira (BRA) – 11h45min06
3- Letícia Cândido (BRA) / Hercília Najara (BRA) – 11h54min54
4- Karen Olímpio (BRA) / Ilda Pereira (BRA) – 11h56min38

Quarta etapa

A etapa Rainha é a mais dura da Brasil Ride, porque tem maior altimetria. São 100 km com 2.600 m acumulados, com três serras bastante íngremes. Cada uma com cerca de 2 km. Uma delas é a Pedra da Batalha, que realmente assusta pelo tamanho. Mais perto do final tem a Subida das 7 Voltas, onde ocorrerá a primeira das etapas do Desafio RedBull Zera o Pico, com os atletas que subirem mais rápido sem colocar o pé no chão. Grau de dificuldade altíssimo. Menos de 4% dos atletas conseguem zerar. Etapa mistura áreas de terra e trilhas e foi uma das mais elogiadas na temporada passada. Conta com single tracks bem limpos, passando por fazendas de cacau.

brasil-ride-10-anos-avancini-e-fumic-vencem-a-3ª-etapa-em-guaratinga (1)
As duas duplas na ponta da 3ª etapa Brasil Ride (Fabio Piva / Brasil Ride)
Programação das transmissões ao vivo

Evento pioneiro no País ao transmitir os detalhes da prova a partir de 2016, a Brasil Ride tem uma programação repleta nos dias de disputa. O comando é do jornalista Cadu Cortez, com comentários de Helio de Souza, treinador de Henrique Avancini, e reportagem de Rosita Belinky. As transmissões são exibidas no Facebook: www.facebook.com/BRASILRIDE e no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UChs8s1lM7eI4NsacdyxTx9Q.

Confira a programação:

Quarta-feira – 23/10
7h45 – Largada Etapa 4
12h30 – Chegada Etapa 4
19h30 – Premiação Etapa 4 e Briefing

Quinta-feira – 24/10
7h45 – Largada Etapa 5
13h – Chegada Etapa 5
21h – Premiação Etapa 5 e Briefing

Sexta-feira – 25/10
9h45 – Etapa 6
19h30 – Premiação Etapa 6 e Briefing

Sábado – 26/10
8h45 – Largada Etapa 7
9h45 – Largada Maratona dos Descobrimentos
10h30 – Chegada Etapa 7
20h30 – Premiação Geral

Países representados na 10ª edição

Ao todo, 570 ciclistas estão inscritos na décima edição da ultramaratona e representam 23 países: Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Chile, Chipre, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, Equador, França, Holanda, Itália, Japão, México, Portugal, República Tcheca, Rússia, Suíça e Venezuela.

Décima edição

Considerada a Giro d’Itália do MTB mundial, a ultramaratona marcada para 20 a 26 de outubro, no Extremo Sul da Bahia, oferece um forte desafio para os 570 participantes de 23 países. Durante sete dias, eles têm pela frente cerca de 600 km e quase 11.000 m de altimetria acumulada, entre trilhas e estradas de terra que ligam Arraial d’Ajuda, em Porto Seguro, a Guaratinga, na Vila Brasil Ride. No último dia da competição, o sábado (26), mais 1.500 ciclistas de todo o País juntam-se às estrelas do mountain bike internacional para a disputa da Maratona dos Descobrimentos. Uma oportunidade única de pedalar e ver de perto os melhores mountain bikers do mundo.

A ultramaratona Brasil Ride tem os patrocínios do Governo da Bahia, por meio da SETRE, Bahiatursa e SUDESB, de Land Rover, Shimano, Specialized e Unidas. Coca-Cola, Conect Car, Ful Gas, Garmin, LAF Corretora de Seguros, La Maglia, Oakley, Red Bull, Shop2gether, Squirt, Thule e Vittoria são empresas apoiadoras, assim como as prefeituras de Porto Seguro e Guaratinga, bem como o Parque Nacional do Pau Brasil, são apoiadores institucionais do evento.

As etapas da Brasil Ride 2019:
Etapa 4 – Guaratinga – 100 km e 2.527 m de altimetria
Etapa 5 – Guaratinga para Arraial d’Ajuda – 135 km e 1.974 m de altimetria
Etapa 6 – Arraial d’Ajuda – 31,72 km e 564 m de altimetria
Etapa 7 – Arraial d’Ajuda – 46 km e 532 m de altimetria

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

Mais informações da 3ª etapa do Brasil Ride no site

Você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.