Transgênero é bicampeã mundial de ciclismo pista feminino e diz que queixas vêm de “perdedoras”

Rachel McKinnon venceu o Campeonato Mundial de Ciclismo de Pista Masters em Manchester, na Inglaterra, no último sábado (19). Atleta transgênero, a canadense causou polêmica com a vitória na categoria de 35 a 39 anos, e foi às redes sociais para rebater críticas. Entre as reclamações, aparece a da também ciclista Victoria Hood.

“Victoria Hood, ex-campeã de ciclismo e gerente de uma equipe britânica de ciclismo feminina, desafiou McKinnon, dizendo à Sky que “não é complicado, a ciência está lá e diz que é injusto. O corpo masculino, que passou pela puberdade masculina, ainda mantém sua vantagem, que não desaparece. Eu tenho simpatia por eles. Eles têm o direito de praticar esportes, mas não o direito de entrar em qualquer categoria que desejarem.”

“Todos os meus registros médicos dizem que sou mulher”, disse Rachel em uma publicação no Twitter. “Meu médico me trata como uma mulher, minha licença de corrida diz que sou uma mulher, mas as pessoas que se opõem à minha existência ainda querem pensar em mim como homem”, completou.

transgenero-vence-mundial-de-ciclismo-pista-feminino-e-diz-que-queixas-vem-de-perdedoras (1)
Transgênero é bicampeã mundial Foto: Reprodução/Twitter

“Ainda não encontrei uma verdadeira campeã que tenha problema com mulheres trans. Campeões de verdade querem uma concorrência mais forte. Se você vencer porque o fanatismo proibiu sua concorrência, você é uma perdedora”, escreveu a ciclista em outro post.

Rachel McKinnon começou sua carreira no esporte em 2012, após ter realizado a transição. Essa foi a segunda vez que a atleta, defensora dos direitos trans, venceu o Campeonato Mundial de Ciclismo de Pista Masters.

Em 2018, ela se tornou a primeira campeã mundial de ciclismo de pista transgênero, ficando em primeiro lugar no Campeonato Mundial de Pista Feminina da UCI para a faixa etária de 35 a 44 anos.

Rachel McKinnon é professora de filosofia canadense, ciclista competitiva e ativista de direitos de transgêneros.

Mais informações no site

transgenero-vence-mundial-de-ciclismo-pista-feminino-e-diz-que-queixas-vem-de-perdedoras
Transgênero é bicampeã mundial – Foto reprodução
Você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.