Pauline Ferrand Prevot volta a enfrentar a endofibrose ilíaca

Pauline Ferrand Prevot anunciou no Instagram que sua endofibrose ilíaca retornou pouco mais de um ano após seu primeiro diagnóstico.

Prevot aparentemente estava lutando com força na perna esquerda enquanto corria de bicicleta nas últimas 2 semanas e foi fazer uma varredura ontem. Os médicos confirmaram que se tratava de outra endofibrose e, embora seja uma lesão menor que a da última vez, ainda será necessária cirurgia. Ela deve fazer a cirurgia na sexta-feira e começará a recuperação para a temporada de corridas.

A endofibrose ilíaca é um dano às camadas da parede da artéria, que leva à diminuição do fluxo sanguíneo através das pernas e pode se traduzir em fraqueza sem precedentes. No ano passado, Pauline Ferrand Prevot estava lutando para aumentar acima de 70% de sua potência máxima e incapaz de manter uma potência constante de 200 watts. Infelizmente, a recorrência da endofibrose ilíaca não é incomum, mesmo após a cirurgia.

Um estudo de quinze anos realizado por três médicos da Universidade de Stanford, em 2016, analisou dezoito pacientes entre 2000 e 2015 submetidos a intervenção cirúrgica, sendo todos eles ciclistas de resistência de alto desempenho, triatletas e corredores de longa distância. Ele observou que “82% dos pacientes conseguiram retornar ao seu nível anterior de resistência física; em uma pesquisa de acompanhamento a longo prazo, 50% desses pacientes apresentaram alguma recorrência dos sintomas”.

No ano passado, Prevot fez uma pausa de quatro meses nas corridas, mas voltou para vencer a final da Copa do Mundo em Snowshoe e o Campeonato Mundial em XCO e maratona.

Pauline Ferrand Prevot
Além disso você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.