MTB Festival | organização faz balanço positivo do evento em Mairiporã

MTB Festival
Evento, entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, reuniu ao todo 600 atletas, entre ciclistas e corredores de montanha

Assim a segunda edição do MTB Festival, evento que nasceu em 2019 com uma dimensão gigantesca, já ocupando destaque no cenário nacional, foi encerrada com a sensação de dever cumprido por parte dos organizadores. Entre 30 de outubro e 2 de novembro, 600 atletas, entre ciclistas e corredores de montanha, se reuniram no Instituto Mairiporã-SP. Na sua principal disputa, a do Cross Country Olímpico (XCO), modalidade que desde 1996 faz parte da programação das Olimpíadas, Henrique Avancini e Raiza Goulão igualmente garantiram o lugar mais alto do pódio, em provas marcadas pela emoção.

MTB Festival
Jhefferson Silva, campeão do Brasileiro de E-Mountain Bike – Foto Alemão Silva/MTB Festival
Além do XCO

Outros dois títulos nacionais de 2020 foram definidos no MTB Festival: na E-Bike, Jhefferson Paiva e Luma Diniz em primeiro lugar, escreveram seu nome na história do esporte, nesta que foi a segunda edição do Campeonato Brasileiro de Mountain Bike com pedal assistido; já no Short Track (XCC), que também foi realizado pelo segundo ano, os campeões foram Henrique Avancini, que vive seu grande momento na carreira, ocupando o posto de número 1 do ranking mundial, e Giuliana Morgen, que embora seja atleta júnior, venceu seu primeiro título na carreira disputando contra atletas da elite e sub-23.

“O MTB Festival este ano foi especial em uma situação super especial, por conta da pandemia da Covid-19. Estamos colhendo frutos de oito meses de dedicação. De maneira alguma foi fácil, na verdade foi tudo muito difícil. Mas conseguimos realizar o campeonato e acredito que o saldo é muito positivo. Os participantes em todas as categorias de XCO, XCC e E-Bike saíram daqui com a sensação e o prazer de viver, de voltar a curtir o mountain bike”, comentou Fabio Caldeo, organizador do evento.

“O pessoal estava muito ansioso para poder curtir esse clima do nosso esporte. E acho que proporcionamos, dentro de todos os limites, um fim de semana de muita glória, dedicação e resultados e momentos incríveis. Desde as categorias infanto-juvenil, juvenil e júnior, que remetem ao nosso objetivo de fomentar o esporte (as três categorias tiveram inscrições gratuitas em uma decisão inédita), até a vitória do Avancini em emocionante disputa com Zé Gabriel, que mostra evolução do mountain bike nacional”, por fim complementou o organizador.

MTB Festival
Luma Diniz, campeã do e-mountain bike – Foto Alemão Silva/MTB Festival
Campeões das categorias de base

Além das disputas das elites, também estiveram em jogo os títulos das categorias de base do mountain bike XCO no sábado (31). Os campeões nas disputas foram: Henrique Bravo e Angelina Santos (infanto-juvenil), Lázaro Moreira e Luiza Cocuzzi (juvenil), Cainã Guimarães e Giuliana Morgen (júnior); e Gustavo Xavier e Marcela Lima (sub-23).

Demais campeões brasileiros

Assim no domingo (1º) na continuidade no evento, definindo os campeões das demais categorias. Masculinas master A1 (com atletas de 30 e 34 anos), Alexandre Ferreira, e A2 (35 a 39 anos), Divonei Bispo, master B1 (40 a 44 anos), Marconi Ribeiro, e B2 (45 a 49 anos), Silvio de Amorim, master C1 (50 a 54 anos), Claudio de Souza, e C2 (55 a 59 anos), José Luis Lopes, master D1 (60 a 64 anos), Luiz Ricardo Cocuzzi, e D2 (acima de 65 anos), Ailton José dos Santos, e sub-30, Ygor Castro; e as femininas A (30 a 39 anos), Fabiana Brandão, B (40 a 49 anos), Simone de Souza, e C (acima de 50 anos), Claudia Quirin.

Disputa emocionante no Downhill

O Downhill foi a principal atração na manhã de domingo (1) no MTB Festival, realizado pelo segundo ano consecutivo, no Instituto Mairiporã-SP. Entre os homens, Maurício Cirne em primeiro lugar, o Minduin, foi o campeão ao bater o campeão brasileiro Gabriel Giovannini por poucos décimos de segundos. Já no feminino em primeiro lugar, o título ficou com a pentacampeã brasileira Luana Oliveira.

MTB Festival
Luana Oliveira, campeã da prova do DH no MTB Festival – Foto Alemão Silva/MTB Festival
Transmissões ao vivo

Embora com o evento completamente fechado ao público, devido às restrições por conta da pandemia da Covid-19. Os brasileiros puderam acompanhar ao vivo a emoção das competições ou pela TV, nos canais Band (TV aberta) e BandSports (TV fechada) e igualmente pela RedBull TV.

As as competições da categoria Elite (feminina e masculina) do XCC e XCO, na sexta e no sábado, tiveram as transmissões da BandSports e da RedBull TV. Já o Downhill teve transmissão pelo Bandsports, pela TV Band, mas também no Canal Pra Quem Pedala no YouTube.

Cabine de desinfecção na entrada do MTB Festival – Foto Alemão Silva/MTB Festival
Cuidados de biossegurança

As regras essenciais para a entrada na arena foram válidas para todos. O uso de máscara foi obrigatório em toda a arena e durante todo o evento. Da mesma forma para a entrada foi necessária a apresentação do exame de PCR para Covid-19, seja estafe, jornalista, competidores ou acompanhantes (limitado a um por atleta).

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.