Entendendo as diferenças entres os tacos de estrada, não são só cores

tacos de estrada

Tacos de estrada – Pedalar clipado é uma escolha popular entre os ciclistas profissionais e amadores. Os tacos de base larga e de perfil baixo distribuem a força de maneira uniforme e permitem caminhadas curtas com certa facilidade.

Tacos de estrada Shimano

Assim existem três modelos diferentes de tacos de estrada Shimano SPD-SL. Para escolher é preciso saber de suas diferenças. Dessa forma são diferenciados facilmente por três cores: amarelo, vermelho e azul. Cada um dos modelos tem recursos exclusivos, assim incluindo diferentes faixas de flutuação e pontos de pivô, e são projetados para biomecânica variada.

O principal diferencial entre as três opções de tacos da Shimano é a flutuação que cada uma permite. Flutuação refere-se ao movimento para frente e para trás do pé enquanto “clipado”. Basicamente o quanto você pode apontar os dedos dos pés para a esquerda ou para a direita enquanto o calçado está preso ao pedal. Assim os diferentes níveis de flutuação ajudam a acomodar diferentes estilos de pedalar. Mas também ajudam com problemas biomecânicos, como falta de flexibilidade, lesões anteriores ou dores nos joelhos.

Embora a flutuação possa ajudar a reduzir o estresse nas articulações e tornar o movimento de pedalada mais confortável, também pode resultar em uma sensação de transferência de força um pouco menor se seu pé se mover muito.

tacos de estrada

Independentemente do ângulo do pé, o objetivo é posicionar os tacos de forma que a posição neutra do pé fique no meio da faixa de flutuação. Isso permite uma flutuação adequada e uniforme, além da posição neutra do pé, o que ajuda a aliviar o estresse dos joelhos e de outras articulações críticas. Pode levar várias viagens para ajustar a posição perfeitamente, então tome seu tempo e faça pequenos ajustes conforme necessário ou consulte um bike fit para melhor ajuste.

Taco SPD-SL, modelo SH11, na cor amarelo – 6 graus de flutuação

Os tacos SPD-SL amarelos são talvez as mais populares entre os ciclistas de fitness casuais, mas são usadas por uma grande variedade de atletas. Eles são caracterizados por uma faixa de flutuação de seis graus (três graus em cada direção), que permite movimento livre e baixa tensão nas articulações.

tacos de estrada

O ponto de articulação do flutuador está no centro do taco, permitindo que os dedos apontem em uma ampla variedade de ângulos. Esta grande faixa de flutuação também oferece mais margem para erros ao configurar os tacos. Se você tem dores nos joelhos, falta de flexibilidade, os tacos amarelos da Shimano são uma boa escolha.

Entretanto, como esse modelo de taco tem a maior flutuação entre os 3 modelos, vale lembrar que é o modelo que mais torção da perna se faz necessário para soltar o mesmo do pedal.

O taco vermelhos SPD-SL, modelo SH10 com 0 graus de flutuação

Os vermelhos SPD-SL não flutuam e são 100% fixas na posição. Isso os torna excelentes para velocistas, atletas profissionais ou pessoas que valorizam a transferência de força mais eficiente possível e não são propensos a dores nos joelhos. Vale lembrar que os tacos vermelhos SPD-SL exigem que você saiba com precisão a posição ideal e que você se sinta confortável ajustando os tacos para essa posição perfeita.

tacos de estrada

Sem margem para erros ao configurar margem para erros ao configurar os tacos.

Contudo, como esse modelo de taco tem não tem flutuação entre os 3 modelos, vale lembrar que é o modelo que menos torção da perna se faz necessário para soltar o mesmo do pedal.

Taco SPD-SL azuis, modelo SH12 com 2 graus de flutuação

Os tacos de estrada SPD-SL azuis existem como um meio-termo entre o amarelo e o vermelho. Foram lançados em 2019. A versão azul têm dois graus de flutuação, assim um grau em cada direção. Que permite uma pequena amplitude de movimento e, ao mesmo tempo, proporcionando uma alta eficiência de pedalada.

tacos de estrada

O ponto de pivô do flutuador está na frente da presilha. O que de maneira elimina o movimento de deslizamento lateral enquanto permite uma pequena mudança de ângulo do ponto de pivô para trás em direção ao calcanhar.

Igualmente como a versão amarela, esse modelo de taco também tem flutuação, porém precisa de mais torção que a versão vermelha para se soltar do pedal.

tacos de estrada
Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.