Dia nacional do ciclista | Um dia para clamar por mais segurança e paz

Dia nacional do ciclista
Uma data para comemorar e celebrar esse belíssimo esporte, transporte, estilo de vida que nós tanto amamos! Mas também infelizmente para lamentar a perda de muitos ciclistas, infelizmente!

Raphael Pazos, Fundador CSC-RJ Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro e igualmente a Aliança Bike, publicaram nas redes sociais as seguintes notas, abaixo reproduzidas na íntegra.

Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro

“A data de 19 de agosto foi escolhida para homenagear o biólogo e ciclista brasiliense Pedro Davison, que foi vítima da violência no trânsito em 2006, no Distrito Federal.

E hoje, tanto no Rio de Janeiro, como em diversas cidades brasileiras, o pedal (seja por esporte, lazer, mobilidade urbana, turismo ou a trabalho) será em homenagem a todos os CICLISTAS que tiveram suas vidas ceifadas no trânsito ou ficaram com sequelas irreversíveis em decorrência da VIOLÊNCIA no trânsito.

Por um trânsito mais seguro e harmônico entre PESSOAS que se deslocam por automóveis, bicicletas e a pé 🙌 Infelizmente nosso trânsito é a maior pandemia que enfrentamos a décadas e sem vacina a curto prazo. Além de muita educação para as crianças e conscientização dos adultos, temos que ter leis mais duras que realmente coloquem na cadeia pessoas que dirigem sobre efeito de álcool, drogas psicoativas e até mesmo com celular na mão.

Juntos podemos sempre mais. Sociedade Civil Organizada e Poder Público em prol de um Brasil mais BIKE FRIENDLY.”

Abraços a todos
Raphael Pazos, Fundador CSC-RJ Comissão de Segurança no Ciclismo da Cidade do Rio de Janeiro

Aliança Bike – Associação Brasileira do Setor de Bicicletas

“Entre diversas datas mundiais associadas à bicicleta, o Dia Nacional do Ciclista tem um significado mais urgente: basta de mortes no trânsito! Em uma homenagem a Pedro Davison, atropelado e morto enquanto pedalava pelo Eixo Sul de Brasília, em 19 de agosto de 2006, a data virou lei depois de muita pressão dos seus pais e da ONG Rodas da Paz e vem pra inspirar reflexão e ação pela segurança de ciclistas e pedestres.

Só em 2019, foram mais de 31 mil vítimas fatais nas ruas e estradas do nosso país, uma realidade trágica que se repete ano após ano, mesmo a gente sabendo o que precisa ser feito para mudar. Velocidades reduzidas, redesenho viário, fiscalização, maior punição para crimes de trânsito, fortalecimento do transporte público e incentivo à mobilidade ativa são apenas algumas das medidas que transformam a mobilidade e garantem um trânsito mais seguro para todos.

Neste dia Nacional do ciclista, a gente primeiro agradece a todos que pedalam e transformam o mundo. Às milhares de famílias, que assim como Luiza, Pérsio e Maria Elizabeth (filha e pais de Pedro), perderam seus amores para a violência no trânsito, saibam que somos solidários e lutamos com vocês para mudar essa realidade.” Aliança Bike.

Foto divulgação Pavel Danilyuk on Pexels.com

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.