Ashton Lambie registra recorde nos 4 km com média de 62 km/h

Ashton Lambie

Ashton Lambie teve uma média de 62 km/h, do começo ao fim, para estabelecer um recorde mundial de 3: 59,93 na perseguição individual de 4 km no velódromo de Aguascalientes, no México.

Nesta quarta feira dia 18 de agosto, ele então contou com oficiais da UCI à disposição para sua tentativa de recorde mundial. Que então verificaram o tempo e o enviaram para a sede mundial da UCI para homologação.

Por meses o americano realizou um treinamento específico, mas também selecionou os equipamentos. No lugar de passeios longos, foi muito trabalho de peso e sessões de intervalo ultra-intensas no treinador.

“Honestamente, foi brutal”, então disse Lambie sobre seu esforço na quarta-feira, que o deixou exausto até mesmo para sair da bicicleta. “Tenho feito muito mais trabalho de capacidade anaeróbia e força para atingir essa potência! O que também significa que, quando suas pernas travam, elas travam com força. Eu odeio fazer uma cena e ter alguém me tirando da bicicleta, mas eu estava destruído.” assim comentou.

Excluindo o início intenso, que seu técnico de longa data Benjamin Sharp disse que poderia ter atingido o pico de 1.300 ou 1.400 watts. Lambie estimou que ele teve uma média entre 480 e 500 watts para o esforço de quatro minutos. É uma grande quantidade de potência para qualquer piloto durante esse período, mas ainda mais para o Lambie de 1,67 de altura em uma posição extremamente aerodinâmica em altitude. Aguascalientes está a 1.887 metros acima do nível do mar.

A relação

Ashton Lambie rodou com uma marcante relação de 64×15 para o recorde, o que então significa que para atingir a marca exigida de 62 km/h, ele teria que atingir 115 rotações por minuto e completar uma volta no velódromo a cada 14,6 segundos. 

O recorde pertenceu ao campeão mundial de contra-relógio Filippo Ganna, que estabeleceu o tempo de 4:01.934 em Berlim.

Assim veja a publicação do recordita no Instagram

Foto divulgação Instagram de Ashton Lambie

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.