Cannondale MTB Festival recebe 1º campeonato nacional de E-MTB da América Latina

Conquistando cada vez mais espaço nas ruas das cidades e nas trilhas do mundo todo, a bicicleta elétrica fará história no Cannondale MTB Festival, de 19 e 21 de julho, em Mairiporã-SP. Entre as quatro modalidades confirmadas, todas elas chanceladas pela CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) e pela UCI (União Ciclística Internacional), definindo assim os campeões nacionais de 2019, está a inédita disputa no E-Mountain Bike no XCO (cross country olímpico).

O E-XCO terá a responsabilidade de abrir o evento na sexta-feira (19), às 8h, com a disputa em uma pista de 5,9 km e 178 m de altimetria acumulada por volta.

“O E-MTB é uma novidade para todos do ciclismo, sendo esta edição o primeiro campeonato nacional na América Latina. A expectativa é de ter cerca de 20 competidores e ficamos muito felizes de estarmos na vanguarda deste processo. Imaginamos que neste ano será algo experimental, mas em 2020 esta será a bola da vez”, afirma Fabio Caldeo, um dos organizadores do Festival.

medalha
Divulgação

Renomados ciclistas do mountain bike nacional, de diferentes gerações, já estão confirmados na prova do E-MTB, como Albert Morgen, Erick Azzi, Luciano KDra, Patrícia Loureiro, entre outros. Ciclista amador e profundo conhecedor do mercado de bicicletas mundial,  Erick destaca o cenário do esporte e as diferenças da E-MTB para a bike tradicional.

“É uma novidade ter uma competição de alto nível como o Brasileiro com a modalidade das bikes elétricas. Se você olhar, há menos de dez anos ela está no mercado. Começou na Europa, foi difundida e agora já virou esse segmento de oportunidades enormes. Para nós atletas, ela nos permite fazer coisas que a outra bicicleta talvez não permita. Não é uma sub categoria, mas uma super categoria”, enaltece Erick.

“O Campeonato Brasileiro de E-MTB vai envolver atletas de altíssimo nível, que anos atrás utilizavam as bikes tradicionais e agora estão pedalando de elétrica, o que é muito legal. Todos terão condições iguais, com o motor assistido chegando no máximo a 25 km/h. Passando disso, aí é na força das pernas. Todos terão uma única bateria e com motor de 250 watts de potência, tudo para equalizar e deixar as habilidades prevalecerem. Nos próximos anos é a categoria que mais vai crescer. Estamos vendo um expoente enorme, porque todas as principais marcas mundiais tem suas bikes elétricas”, finaliza Erick.

LargadaTacaBrasil_Fabio-Piva
Foto divulgação

Um dos precursores da novidade no País, KDra também conta sua expectativa para o evento inédito.

“A realização do Brasileiro de E-XCO é um marco histórico para o nosso esporte, já que teremos o primeiro Campeonato Mundial logo em seguida, dois meses depois, em Mont Sainte-Anne, no Canadá”, conta KDra.

“As e-bikes estão vindo com muita inclusão, uma revolução em termos de modernidade para o nosso esporte. Estou muito feliz em fazer parte disso como biker e mais uma vez na vanguarda do esporte, tendo instigado organizadores e CBC para que organizassem essa corrida neste momento importante, porque são maravilhosas as E-Mountain Bikes”, complementa KDra.

Um das principais ciclistas do mountain bike feminino no País, Patrícia Loureiro não esconde a felicidade de competir na categoria.

“Minhas expectativas são as melhores. Esse evento marcará a história do nosso esporte. É incrível e estou super feliz de participar do Brasileiro de E-Mountain Bike, porque pedalar uma bicicleta elétrica é algo bacana demais. Para mim é o brinquedo mais divertido de todos. Muitos ainda não conhecem, mas é uma nova modalidade e para mim é uma alegria e muita curtição estar inscrita para competir no primeiro Campeonato Nacional”, comenta Patrícia.

Luciano KDra em ação com uma e-mtb.jpeg
Foto divulgação

Demais categorias – Contando as disputas no Masculino e no Feminino serão nada menos do que 8 títulos brasileiros, todos chancelados pela CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo) e pela UCI (União Ciclística Internacional): Além da inédita disputa no E-Mountain Bike, com bicicletas elétricas; o evento contará com XCO (cross country olímpico), XCM (maratona) e DH (downhill).

Ao todo são 1.100 ciclistas inscritos na prova.

Os ingressos – A entrada no Cannondale MTB Festival não terá custo em dinheiro: o valor do ingresso é um agasalho, que será doado para entidades de Mairiporã. Outro diferencial é que, na entrada, será obrigatório o credenciamento. Portanto, é fundamental que competidores e espectadores estejam portando documento de identidade.

Para garantir sua presença no evento, o site para reservar o ingresso gratuito é o https://www.sympla.com.br/cannondale-mtb-festival__575541

As compras feitas na Vila da Bike e nos food trucks não serão feitas em dinheiro. Inspirado em grandes festivais pelo mundo, como o Lollapalooza, os frequentadores do evento colocarão créditos em um cartão exclusivo do Cannondale MTB Festival; todas as compras nas lojas e na praça de alimentação serão feitas com este cartão.

Test Ride – Quem for ao evento terá a oportunidade de testar não só bicicletas, mas também carros. A Jeep é uma das patrocinadoras do Festival e estará disponibilizando no local a Jeep Experience, com 12 carros à disposição para serem testados pelo público. Além disso, a Cannondale também irá colocar diversas bikes da marca no test bike dentro da estrutura montada para o Festival.

Serviço
Cannondale MTB Festival
De 19 a 21 de julho de 2019
Insituto Mairiporã
Avenida Dr. Thomaz Rodrigues da Cruz | Mairiporã | Brasil

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.