Ministério do Japão admite chance de adiamento dos Jogos Olímpicos

jogos olímpicos

Ministra Seiko Hashimoto afirma que o comitê organizador está fazendo o possível para que os Jogos comecem na data pré-estabelecida, mas diz que o adiamento pode ser necessário.

O Ministério do Japão admitiu nesta terça-feira dia 3 que há chances dos Jogos Olímpicos de Tóquio serem adiados por conta da epidemia de coronavírus. Segundo o a Agência Reuters, a ministra da Olimpíada no Japão, Seiko Hashimoto, afirmou que o contrato com o COI (Comitê Olímpico Internacional) prevê que o evento seja realizado em 2020 possa ser adiado por alguns meses, desde que ocorra em 2020. Tudo isso em razão da crise pelo aumento de casos de Coronavírus no Japão.

“O COI tem o direito de cancelar os Jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano”, assim explicou Seiko Hashimoto. Ex-atleta e ministra dos Jogos Olímpicos no Japão. Ela deu esta declaração durante um encontro na sede do poder legislativo do país.

O número de casos no Japão ultrapassou 274 pessoas e contudo pode ter sido o fato da mudança de tom do governo japonês. Até agora, seis pessoas morreram no Japão.

O Coronavírus vem assim afetando uma série de eventos olímpicos e paralímpicos em diversas modalidades, como badminton, judô, tênis de mesa, skate, dentre outras. Além disso, gera preocupação com o revezamento da tocha olímpica. Confira abaixo a nota oficial emitida pelo Comitê Olímpico Internacional.

Nesse sentido leia a nota oficial do COI sobre o coronavírus

O Conselho Executivo do Comitê Olímpico Internacional (COI) expressa hoje seu total comprometimento com o sucesso dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, agendado para 24 de julho a 9 de agosto de 2020.

O Conselho Executivo do COI ouviu um relatório sobre todas as medidas tomadas até agora para lidar com a situação do coronavírus, seguido de uma discussão abrangente.

Uma força-tarefa conjunta já havia sido criada em meados de fevereiro, envolvendo o COI, Tóquio 2020, a cidade anfitriã de Tóquio, o governo do Japão e a OMS (Organização Mundial da Saúde). O CO do COI aprecia e apoia as medidas que estão sendo tomadas, que constituem uma parte importante dos planos de Tóquio de sediar Jogos seguros e protegidos.

O COI continuará a seguir os conselhos da OMS, como a principal agência das Nações Unidas sobre esse assunto. O Conselho Executivo do COI agradeceu à OMS por seus valiosos conselhos e cooperação contínuos.

Também elogia a grande unidade e solidariedade dos atletas, comitês olímpicos nacionais, federações internacionais e governos. Saúda sua estreita colaboração e flexibilidade com relação aos preparativos para os Jogos e, principalmente, aos eventos de qualificação. Todas as partes interessadas continuam trabalhando juntas para enfrentar os desafios do coronavírus.

O Conselho Executivo do COI incentiva todos os atletas a continuarem se preparando para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O COI continuará apoiando os atletas, fornecendo as informações, acessíveis aos atletas em todo o mundo no site do Athlete365.

Além disso você também pode se interessar:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.