Tour do Fred | 500km pedalados e 4 mil famílias ajudadas

fred
Pedal beneficente realizado por Fred Guedes, jogador de futebol do Fluminense, foi de Minas até o Rio de Janeiro, com apoio da Sense Bike

Assim como está acontecendo com muitas pessoas, a pandemia da Covid-19 funcionou como mola propulsora para uma mudança profunda na vida de Fred Guedes, jogador de futebol. Depois de passar alguns anos jogando em Minas Gerais, Fred está de retorno para o Fluminense, time no qual ele é considerado ídolo. Para fazer a jornada de volta para casa, o atleta optou pela bike. Sua mais nova paixão.

A relação de Fred Guedes com as pedaladas começou de forma inesperada. Isso porque, devido às medidas de isolamento da quarentena, o atleta acabou indo para sua fazenda no interior de Minas Gerais. Para manter o treinamento em dia, Jefferson Souza, treinador de Fred, recomendou a bicicleta e assim, foi paixão à primeira vista. 

Depois de perder 7kg pedalando nas maravilhosas trilhas de Minas Gerais, a ideia de voltar para o Rio de Janeiro apareceu como uma brincadeira, mas que, rapidamente, transformou-se em uma oportunidade de andar de bike e de fazer o bem. Nasceu assim o Tour do Fred, um pedal beneficente, que começou no dia 01/06 e cruzou um dos trajetos mais espetaculares do Brasil: a Estrada Real. 

“É um momento marcante pra mim, estou voltando para minha casa! Quando vimos a possibilidade de unir uma causa maior a esse momento, ajudar famílias que precisam, não pensei duas vezes e decidi ir de bike”, comentou Fred. 

Além das doações do Tour do Fred, que aconteceram na internet, todos os valores de cachê, gerados através das parcerias, serão inteiramente doados por Fred para a compra de cestas básicas. Além disso, o atleta doará, ao final do trajeto, uma cesta básica para cada um dos, aproximadamente, 500 km quilômetros rodados.

Fred
Imagen: Gustavo Lovalho
Desafio Real

Para encarar os trechos mais duros, Fred apostou em uma Sense Impulse E-Trail, mountain bike com assistência elétrica da Sense. Já para as partes menos duras, ele optou por uma Sense Exalt Evo. 

Apesar da “ajudinha”, o desafio, com certeza, foi bem real, principalmente pela dureza do percurso e a distância absurda das etapas. Afinal, percorrer 500 km em apenas quatro dias é um desafio gigantesco, mesmo para ciclistas experientes.

Para ajudar, Fred e seus apoiadores contaram com as incríveis belezas do percurso e com o fluxo constante de doações, a maior motivação do projeto. Além disso, o incentivo chegava através de mensagens na internet e também de muitas pessoas encontradas pelo caminho.   

No primeiro dia do Tour do Fred, Fred e seu treinador, Jefferson Souza, rodaram nada menos do que 154km, com 3.322 metros de desnível. O percurso entre Conselheiro Lafaiete e São João Del-Rey durou mais de 12 horas, quase acabando com a bateria das bikes. Segundo Fred, ele gastou quase 9 mil calorias no rolê, com quase 8 horas em movimento.   

No segundo dia do Tour, usando a Exalt Evo, Fred rodou mais 160 quilômetros, acumulando mais 2800 metros de subidas. Nesta etapa, ele foi de São João Del-Rey à Caxambu – assim como no primeiro dia, o pôr do sol aconteceu na estrada. 

Pedalando uma bike sem auxílio elétrico, o atleta se sentiu muito bem. Porém, o desafio foi realmente longo e recheado de subidas, com o grupo chegando ao seu destino apenas 1:20h da manhã. 

“Eu vim sem a elétrica para sentir, e meu corpo está mais habituado com essa aqui. Mas as duas experiências foram maravilhosas. Agora é curtir e comer”, comentou um exausto Fred, na chegada na pousada em Caxambu. 

fred
Imagen: Gustavo Lovalho
Na reta final 

Os últimos dias do Tour do Fred prometiam altas doses de força do atleta. Afinal, a terceira etapa teria quase 200km – uma pedreira, mesmo se o pedal fosse no plano e no asfalto, o que não foi o caso.

No dia 3, quarta-feira, o grupo composto por Fred, seu treinador e os veículos de apoio partiram de Caxambu rumo ao Rio de Janeiro. Para encarar a longa jornada, a dupla optou mais uma vez pela Impulse E-Trail. Porém, com o cansaço do dia anterior, o pedal começou apenas às duas da tarde, e a chegada à Paraty aconteceu já no escuro.

Na chegada, Fred recebeu uma mensagem no Instagram de ninguém menos do que Christoph Sauser, uma das maiores lendas de todos os tempos do mountain biking. 

“A gente não tinha noção de que iríamos atingir os mais brutos e os mais fortes, não só do ciclismo, mas de todos os esportes. Vimos vários feras mandando mensagem. Agora, está mais que comprovado que quando a gente une todos os esportes por uma causa nobre, e não só isso, quando a gente se une, ficamos muito mais fortes e solidários”, afirmou o atleta, agradecendo à todos aqueles que incentivaram e ajudaram na ação. 

atividade no Strava indica que foram percorridos 136km, mas a verdade é que o pedal se estendeu ainda mais, completando 170km rodados. A chegada na pousada aconteceu quase duas horas da manhã. De lá, o grupo partiu para passar a noite no Rio de Janeiro.

Imagen: Gustavo Lovalho
A chegada

Depois de um curto, mas merecido descanso, Fred acordou às 5 da manhã para cumprir a última etapa de sua jornada: se apresentar no CT do Fluminense, no bairro de Laranjeiras, na cidade do Rio de Janeiro. Nesta último pedal, o atleta utilizou novamente a Exalt Evo.  

Com isso, depois de 4 dias de muito pedal, Fred finalizou uma jornada que uniu bike, futebol e muita solidariedade em nome de uma causa maior.

“Uma das cenas que eu mais sonhei foi exatamente isso aqui”, afirmou Fred, já no CT do Clube e cercado de cestas básicas, frutos de seu desafio. 

“O objetivo principal deste desafio, o Tour do Fred, foi ajudar as pessoas mais necessitadas, como os funcionários do nosso clube. Então, graças a Deus, Deus nos deu forças e essa oportunidade de poder ajudar. Estou muito feliz”, por fim falou exausto atleta. 

fred
Imagen: Gustavo Lovalho
Resultados

Além de mobilizar o mundo do futebol e o da bike no Brasil e no mundo, o Tour do Fred conquistou seu principal objetivo: arrecadar doações para quem está passando necessidade neste momento tão complicado que o mundo está vivendo.

A ação gerou a doação de cerca de 4 mil cestas básicas, totalizando cerca de 80 toneladas de alimentos para 4 mil famílias. Além disso, outras doações, inclusive em dinheiro, ainda serão computadas. 

“A ação com o Fred deixa a mensagem de que é possível fazer solidariedade, alegrando as pessoas e fazendo as coisas bem feitas. Pra Sense, isso marca nossa história em um momento cinza da sociedade”, comentou Henrique Ribeiro, CEO da Sense Bike.

“Por isso, fazer uma ação que faz bem para as pessoas é algo incrível. Levar o ciclismo para além de suas fronteiras, além de seus praticantes habituais, é um dos nossos grandes objetivos. Assim, teremos novos praticantes e apaixonados pela bike”, por fim disse Henrique.

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.