Abraciclo completa 45 anos desenvolvendo o setor de duas rodas

Abraciclo

Fomento do Setor de Duas Rodas, fortalecimento da bicicleta e da motocicleta na mobilidade, ações voltadas para a segurança no trânsito e desenvolvimento do PIM marcam a data

Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo completa 45 anos de atividades com foco no desenvolvimento e fortalecimento do Setor de Duas Rodas no País e na promoção de ações que visam um trânsito mais seguro.

Os 45 anos da associação ficam marcados pelo protagonismo da motocicleta e da bicicleta, que ganharam papel de destaque na sociedade e na mobilidade atual devido à pandemia da Covid-19.

Com uma frota nacional de motocicletas superior a 29 milhões de unidades, esses veículos ficaram ainda mais relevantes no contexto atual por se tornarem fonte de renda e alternativa segura para se evitar a aglomeração do transporte público. O caso da bicicleta não é diferente. Com um papel cada vez mais relevante na mobilidade urbana, mas também como meio de transporte sustentável. Assim a bicicleta ganhou destaque nos últimos meses por ter recomendação pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o meio de transporte ideal para as atividades essenciais durante a pandemia.

“A indústria de Duas Rodas, assim como todos os outros segmentos do mercado, passa por um momento sem precedentes devido à pandemia. Ainda assim, acreditamos no crescimento do setor para 2021, consequência do potencial logístico e de transporte de nossos produtos, da manutenção dos investimentos das associadas e do avanço das campanhas de vacinação em todo o país, que permitirão a tão necessária retomada econômica”. Assim afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

Ações de destaque

Atualmente, ocupando a sétima posição no ranking de produção global de motocicletas, o Brasil se destaca como referência mundial no desenvolvimento de novas tecnologias. Foram as empresas nacionais as pioneiras no desenvolvimento e aplicação do sistema bicombustível (flexfuel), exemplo de inovação na indústria mundial. As montadoras nacionais também tem referência na esfera ambiental com o atendimento às rigorosas normas de emissão de poluentes do Promot. Programa de Controle da Poluição do ar por Motociclos e Veículos Similares, que se equiparam àquelas estabelecidos pelos países mais desenvolvidos.

Já a indústria brasileira de bicicletas ocupa o quarto lugar do ranking mundial de produção e tem como grande diferencial o produto nacional. Que então é reconhecido no mercado por oferecer o mesmo padrão de qualidade das marcas globais com preços acessíveis.

“Em suas mais de quatro décadas de atuação, a Abraciclo sempre pautou seu trabalho na consolidação do avanço industrial do setor. Os produtos nacionais são reconhecidos mundialmente pelo alto valor agregado, altos níveis de qualidade, tecnologia e segurança”. Então afirma o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

As ações voltadas para a segurança do trânsito também fazem parte do legado da Abraciclo para o setor de duas rodas. A associação realiza constantemente ações de conscientização e orientação da população, dos motociclistas e ciclistas. Entre as iniciativas estão as palestras gratuitas em escolas públicas de ensino médio sobre pilotagem segura e respeito às normas e regras de trânsito, e o MotoCheck-Up, considerado o maior programa setorial da América Latina para a orientação de motociclistas, que em suas 24 edições, em diferentes cidades brasileiras, já atendeu a mais de 50 mil motociclistas.

Papel essencial no Polo Industrial de Manaus (PIM)

As 14 associadas da Abraciclo (dez fabricantes de motocicletas e quatro de bicicletas) exercem, desde o início de suas operações, papel fundamental para o desenvolvimento e fortalecimento do Polo Industrial de Manaus – PIM. As empresas investem continuamente em inovações tecnológicas, com o uso dos mais avançados processos produtivos, que resultam na melhoria dos níveis de qualidade, segurança e durabilidade dos produtos.

O setor de Duas Rodas tem faturamento anual superior a 14,7 bilhões, ou 12,2% do total do PIM, e emprega 13,9 mil colaboradores diretos. A região de Manaus é hoje o maior polo de produção de duas rodas fora do eixo asiático. Assim um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento sustentável da região Amazônica garantindo. Mas também do sustento de milhares de famílias a preservação da floresta e da biodiversidade.

A Abraciclo e suas associadas também desenvolvem diversas ações de cunho social na região. Durante a pandemia, por exemplo, a associação, juntamente com a Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM); Centro da Indústria do Estado do Amazonas (CIEAM) e Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros); formou a Ação Social Integrada do Polo Industrial de Manaus que então ajudou famílias que foram duramente atingidas pela pandemia do coronavírus (covid-19).

A ação arrecadou mais de 100 toneladas de alimentos, distribuídas em Manaus e outras cidades. Dessa maneira doou mais de 100 mil máscaras cirúrgicas para hospitais e entidades amazonenses ligadas à saúde. Além disso, diversas fabricantes disponibilizaram cilindros de oxigênio que eram utilizados em áreas de solda e corte de materiais para dar suporte às necessidades das unidades hospitalares da região.

Prêmio Abraciclo de Jornalismo

Como parte das comemorações do seu 45º aniversário, a entidade lançará uma edição especial do Prêmio Abraciclo de Jornalismo. Apontado como um dos mais importantes reconhecimentos ao trabalho desenvolvido pela imprensa. Assim serão premiados os trabalhos que retratem o papel da motocicleta e da bicicleta no dia a dia das pessoas e da sociedade e a contribuição dos modais para o desenvolvimento econômico e industrial do País.

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 45 anos de história e contando com 14 associadas, a Abraciclo representa, no País, os interesses dos fabricantes de veículos de duas rodas. Mas também investe em ações visando a paz no trânsito e a prática da pilotagem segura. A fabricação nacional de motocicletas, quase totalmente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM), está entre as sete maiores do mundo. No segmento de bicicletas, com as principais fábricas também instaladas no PIM, o Brasil se encontra na quarta posição entre os principais produtores mundiais. No total, as fabricantes do Setor de Duas Rodas geram mais de 13,9 mil empregos diretos em Manaus/AM.

Foto divulgação Abraciclo

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.