CIMTB Michelin define calendário da temporada 2021

cimtb taubate
Os atletas podem se programar para a etapa de abertura em Congonhas, entre 3 e 5 de setembro; Araxá, de 1º a 3 de outubro e Taubaté, fechando a temporada, no final de semana de 22 a 24 de outubro.

Depois de inúmeras viagens e reuniões dos organizadores com as Prefeituras Municipais, o calendário da temporada 2021 da Copa Internacional Michelin de Mountain Bike (CIMTB Michelin) foi definido. Assim definição das datas e locais passou, também, pelos comitês de enfrentamento do COVID-19 de cada cidade e pelo calendário de provas do circuito mundial, nacional e estadual.

“Esse segundo semestre está sendo atípico pois teremos que concentrar toda a temporada de 2021 em pouco tempo. Isso será um grande desafio para toda a nossa equipe”, então diz Rogério Bernardes, organizador da CIMTB Michelin.

De fato, a organização teve que tomar decisões levando em conta inúmeras situações atípicas. Mas sempre priorizando os atletas, para que pudessem programar sua logística de viagem e competições.

Uma das realidades que vieram para ficar é o teste de COVID-19, que será efetuado em todos os atletas, equipes, patrocinadores, mas também membros da organização antes de entrar nas arenas das etapas. “Depois do sucesso na realização dos testes em Carandaí, vamos repetir o protocolo para dar o máximo de segurança a todos os presentes. E em tempos de pandemia, e com o surgimento de novas variantes , não podemos baixar a guarda. O grande desafio é voltar com o evento, mas com toda a segurança”, afirma Rogério.

cimtb
Congonhas

Congonhas fará a etapa de abertura, de 3 a 5 de setembro, no Parque Ecológico da Cachoeira, tendo como novidade uma prova de XCO para as categorias oficiais e outro formato com pista maior para a Copa Sense CIMTB de Maratona, isso sem falar do XCC para Elite. A etapa conta pontos para o ranking brasileiro da CBC (XCO e XCC) e ranking mineiro da FMC (XCO).

Araxá

Araxá receberá a etapa da CIMTB Michelin pelo 19º ano consecutivo nas dependências do Tauá Grande Hotel, entre 1º e 3 de outubro. Será uma das mais importantes etapas de toda história de Araxá, pois o evento recebeu a classificação mais alta pela UCI, de XCO Classe HC, que dará muitos pontos para o ranking mundial. A pontuação será fundamental para os atletas brasileiros e de outros países que almejam se classificar para a etapa da Copa do Mundo no Brasil, que acontecerá em abril de 2022, em Petrópolis. Além da prova de XCO teremos a prova de XCC (short Track) Classe 3 que também somará pontos importantes. As competições também vão contar pontos para o ranking brasileiro da CBC e estadual da FMC.

Taubaté

A cidade recebe a CIMTB Michelin pela primeira vez, entre 22 e 24 de outubro, e está gerando grande expectativa entre atletas, equipes e amantes do mountain bike. A pista está pronta desde o ano passado e já recebeu muitos elogios por todos que passaram por lá. Além disso, a localização do Parque Municipal do Itaim é excelente. Ele fica bem próximo do aeroporto de Guarulhos e ao lado da Via Dutra, uma das principais rodovias do país.

Outro fator positivo, que promete ser decisivo para Taubaté entrar no calendário da CIMTB Michelin de forma definitiva, é a infra-estrutura existente na cidade e região, com muitas opções de hotéis, restaurantes e outros recursos. Outro destaque é que a etapa contará pontos para o ranking mundial no XCO Classe 1, XCC Classe 3 e será uma etapa da UCI Júnior Series, uma espécie de Copa do Mundo para a categoria Júnior. As competições também vão contar pontos para o ranking brasileiro da CBC e estadual da FPC.

Petrópolis

Em relação à etapa Petrópolis, a organização decidiu adiar o evento para dar continuidade na construção da pista, já com olhos para a Copa do Mundo de 2022. Além disso, ficou definido que a primeira etapa da CIMTB Michelin será na semana anterior à Copa do Mundo. Dessa maneira na mesma pista onde as feras do mundo todo estarão competindo.

“Muitos atletas de Elite chegarão antes para competir na pista, e isso trará uma integração dos atletas brasileiros com eles. Mas também um intercâmbio que promete ser muito importante no desenvolvimento técnico do mountain bike brasileiro. Além disso, será a oportunidade de somar pontos importantes para garantir a vaga na Copa do Mundo por muitos atletas”, então comenta Rogério Bernardes.

Fotos divulgação CIMTB/Fabio Piva

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.