Ciclista de pista cai após quebra do guidão no velódromo olímpico

pista

As equipes de pista australianas estão usando a Electron Pro 2020 da marca canadense Argon 18.

A prova de qualificação da Austrália no ciclismo de pista na busca pela equipe olímpica masculina surpreendentemente, na noite de segunda-feira, teve o guidão de Alex Porter quebrado no meio da corrida.

Porter liderou a Austrália desde o início e estava em ultimo no pelotão do time quando seu guidão colapsou a quase 70Km/h, assim o jogado ao chão. Detalhes específicos contudo são desconhecidos, mas parece que a haste de carbono proprietária pertencente ao conjunto de armações Argon-18 Pursuit sofreu uma falha catastrófica. O jovem de 25 anos bateu com a cabeça no incidente, mas após avaliado por uma equipe médica retornou a disputa.

Os três restantes pilotos australianos pararam o esforço e então autorizados a reiniciar a disputa pelos comissários.

Alex Porter permaneceu na escalação quando Austrália voltou à pista, com marcas da queda visíveis no nariz, queixo e braço esquerdo. A Austrália se classificou em quinto lugar mais rápido com um tempo de 3:48,448, menos de um segundo atrás da Grã-Bretanha, colocando a Austrália fora da disputa pela medalha de ouro.

No início do evento, a Itália estabeleceu um novo recorde olímpico com 3:45,895, que foi superado pouco depois pela atual campeã mundial Dinamarca, que alcançou 3: 45,014.

Fotos divulgação

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.