Jason Kenny foi o nome no ciclismo pista dos Jogos Olímpicos de Tóquio

ciclismo de pista

Jason Kenny foi a grande estrela no ciclismo de pista dos Jogos Olímpicos Tóquio 2020 ao conquistar a sétima medalha de ouro na modalidade, revalidando o título em keirin no último dia de competições dominadas pela Europa.

Jason Kenny a estrela no Ciclismo de pista dominado pela europa. O ouro conseguido no Velódromo de Izu, junto com a prata conquistada no sprint por equipe, então coloca Jason Kenny na liderança da lista de atletas britânicos com mais medalhas na história. Assim sete ouros e duas pratas, à frente de Chris Hoy, também ciclista, que conseguiu seis ouros e uma prata.

A quarta da lista de britânicos com mais medalhas, atrás de Bradley Wiggins, em terceiro lugar, é Laura Kenny, que soma um total de seis pódios, sendo cinco ouro.

Em Tóquio

Laura, mulher de Jason Kenny, conquistou um ouro e uma prata, na madison e na perseguição por equipe. Yumi Kajihara, segunda classificada, deu a primeira medalha na histórias ao ciclismo japonês.

O holandês Harrie Lavreysen não conseguiu juntar o título olímpico de keirin ao mundial, conquistando o bronze, atrás de Kenny, e do malaio Mohd Azizulhasni Awang, mas conquistou o ouro nas provas de sprint individual e por equipe.

Na perseguição por equipe no masculino, a Itália surpreendeu conquistando o ouro que quase todos “atribuíam” à Dinamarca, que surpreendentemente no Mundial de 2020 se sagrou campeã e bateu três vezes o recorde do mundo.

Na madison, os dinamarqueses não facilitaram e conquistaram o ouro, impondo-se à Grã-Bretanha e à França, prata e bronze, respetivamente, para juntarem o título olímpico ao mundial.

No sprint individual feminino, Kelsey Mitchell conseguiu o primeiro ouro para o Canadá desde 2004, enquanto no keirin a holandesa Shanne Braspennincx protagonizou uma história de superação, ao sagrar-se campeã olímpica seis anos depois de ter sofrido um enfarte do miocárdio.

A Grã-Bretanha continua a dominar o quadro de medalhas com um total de sete medalhas (três de ouro, três de prata e uma de bronze) seguida dos Países Baixos, com seis (três ouros, uma prata e dois bronzes) e da Dinamarca, que conquistou um ouro e duas pratas.

Entre os oito países que conquistaram medalhas de ouro nas competições de ciclismo de pista de Tóquio 2020, entretanto apenas três não são europeus, Canadá, Estados Unidos e China, que arrecadaram um ouro cada.

Quadro de medalhas do ciclismo de pista:

Masculino

Sprint individual

Ouro: Harrie Lavreysen, Hol.
Prata: Jeffrey Hoogland, Hol.
Bronze: Jack Carlin, GB.

Sprint por equipe

Ouro: Países Baixos (Jeffrey Hoogland, Harrie Lavreysen, Roy Van Den Berg e Matthijs Buchli).
Prata: Grã-Bretanha (Jack Carlin, Jason Kenny e Ryan Owens).
Bronze: França (Florian Grengbo, Rayan Helal e Sebastien Vigier)

Perseguição por equipe

Ouro: Itália (Simone Consonni, Filippo Ganna, Francesco Lamon e Jonathan Milan).
Prata: Dinamarca (Lasse Norman Hansen, Niklas Larsen, Frederik Madsen e Rasmus Pedersen).
Bronze: Austrália (Leigh Howard, Kelland O’Brien, Lucas Plapp, Sam Welsford e Alexander Porter).

Omnium

Ouro: Matthew Walls, GB.
Prata: Campbell Stewart, Nzl.
Bronze: Elia Viviani, Ita.

Madison

Ouro: Dinamarca (Lasse Norman Hansen e Michael Morkov).
Prata: Grã-Bretanha (Ethan Hayter e Matthew Walls).
Bronze: França (Donavan Grondin e Benjamin Thomas).

Keirin

Ouro: Jason Kenny, GB.
Prata: Mohd Azizulhasni Awang, Mal.
Bronze: Harrie Lavreysen, Hol.
Femininos

Sprint individual

Ouro: Kelsey Mitchell, Can.
Prata: Olena Starikova, Ucr.
Bronze: Wai Sze Lee, H-K.

Sprint por equipe

Ouro: China (Bao Shanju e Zhong Tianshi).
Prata: Alemanha (Lea Sophie Friedrich e Emma Hinze).
Bronze: Comité Olímpico da Rússia (Daria Shmeleva e Anastasiia Voinova).

Perseguição por equipe

Ouro: Alemanha (Franziska Brausse, Lisa Brennauer, Lisa Klein e Mieke Kroger).
Prata: Grã-Bretanha (Katie Archibald, Neah Evans, Laura Kenny, Josie Knight e Elinor Barker).
Bronze: Estados Unidos (Chloe Dygert, Megan Jastrab, Jennifer Valente, Emma White e Lily Williams).

Omnium

Ouro: Jennifer Valente, EUA.
Prata: Yumi Kajihara, Jap.
Bronze: Kirsten Wild, Hol.

Madison

Ouro: Grã-Bretanha (Katie Archibald e Laura Kenny).
Prata: Dinamarca (Amalie Dideriksen e Julie Leth).
Bronze: Comité Olímpico da Rússia (Gulnaz Khatuntseva e Mariia Novolodskaia).

Keirin

Ouro: Shanne Braspennincx, Hol.
Prata: Ellesse Andrews, Nzl.
Bronze: Lauriane Genest, Can.

Foto divulgação Team Grã-Bretanha

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.