Alimentação e Isolamento social – Dicas importantes para a pandemia

alimentação

Estamos vivendo um período único nas nossas vidas e que tem trazido imensas mudanças e necessidades de adaptação em vários pontos do nosso dia a dia. A alimentação também tem sido bastante afetada com o isolamento social que estamos vivendo. Ficar “à toa” ou ter nossa rotina modificada dificulta manter o padrão e qualidade alimentar. Mas, quero trazer estratégias possíveis e reais, para tentarmos melhorar um pouco.

Algumas pessoas estão vivendo os dias como se fossem eternos finais de semana. Já é comprovado que a manutenção de uma rotina, mesmo que minimamente, faz bem para nosso equilíbrio emocional. Para a boa alimentação é fundamental que a rotina exista. Não precisamos acordar tão cedo, mas, devemos manter o padrão de refeições que fazíamos. Ao acordar, faça o café da manhã e mantenha refeições intervaladas ao longo do dia, mesmo que os horários sejam diferentes do padrão antigo.

O que fazer

Procure manter o consumo de alimentos saudáveis. Cozinhe para mais de um dia, tente consumir frutas e hortaliças, mesmo que em quantidades menores. Use frutas secas, hortaliças cozidas, assim, você consegue que os alimentos durem mais tempo. Procure consumir pelo menos 1 fruta ao dia, se não estiver comprando muitas frutas.

Permita-se consumir alimentos “mais calóricos” e “não tão saudáveis”, mas, limite o consumo semanal para não perder a qualidade nutricional da alimentação.

Procure ter mais opções de alimentos saudáveis em casa. O isolamento vai passar e nossas metas e objetivos continuarão a ser buscados. Perder o bom padrão e a qualidade alimentar não ajudará em nada, nem agora, nem quando as metas forem retomadas.

Sabemos também que a alimentação saudável favorece nossa imunidade e saúde. Então, manter a disciplina alimentar é fazer algo por nós mesmos e por quem amamos! Não estou falando de radicalismo, mas, também não precisamos esquecer todos os conceitos que sabemos sobre alimentação saudável e comer de forma desregrada para compensar a ansiedade e o momento turbulento que estamos passamos. A comida não deve ser a nossa “válvula de escape”, busque outro mecanismo para extravasar o estresse! Cuide-se!

Tatiana Vasconcelos – nutricionista esportiva
tatianavasconcelosnutricao@gmail.com
@tatianavasconcelosnutricao

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.