Castor Capoeira, como entrei no mundo da bike e nas competições

Castor Capoeira

Rodrigo José Pereira, “Castor”, mais conhecido no mundo do esporte como “Castor Capoeira”. Como falar de “Castor Capoeira” na trajetória da bike, sem antes falar como tudo começou no mundo do esporte?

O começo

No início dos anos 90, comecei a treinar Capoeira. Com o passar do tempo iniciei a ministrar aulas e desde então não parei mais. Hoje Mestrando de Capoeira!

No final de 2014, um aluno meu da Capoeira, que já andava de bike e sempre ia para as aulas com a bike, me incentivou a comprar uma. Meu propósito seria somente “passeios”, não queria treinos sérios ou competição, mas depois de 3 meses já estava nas provas, creio que o espírito competitivo falou mais alto.

Castor Capoeira
Foto arquivo pessoal
A evolução

Assim de lá para cá comecei a treinar com seriedade, dedicação e comprometimento ao ciclismo.  Vejo que não é somente a paixão pela bike que me move a seguir firme treinando, mas sim uma vontade imensa de evoluir cada dia mais, mesmo iniciando tarde (aos 39 anos), e tendo consciência plena que minha evolução logicamente não é igual ao de um atleta de 15 anos.  Sei respeitar meu processo evolutivo sem perder o foco e acreditando que tenho um progresso a longo prazo, me mantenho firme nos treinos!

As provas

Uma das provas que carrego no coração foi o IBITIPOCA – TRIP TRAIL / 2017, realizado em Ibitipoca MG. Corri de dupla com um grande amigo e também atleta, Marcelo Gonçalves. Prova em que o principal objetivo é percorrer terrenos acidentados e com diversas irregularidades, podendo reunir em uma única prova os seguimentos do downhill e cross country, uma competição que dessa forma testa todos os nossos limites físicos, psicológicos, técnicos e de superação. Foi com grande emoção e prazer que nos sagramos Campeões no primeiro e no segundo dia, e então Campeões do Ibitipoca  Trip Trail – 2017 (DUPLAS).

Um dos Campeonatos que mesmo sendo Regional, mas me trás uma satisfação em competir é o ROCKY BIKER, realizado nas cidades de Petrópolis, Areal e Paraíba do Sul – RJ, onde conquistei 8 vezes consecutivas Campeão da Categoria, 3 vezes Campeão Geral e 2 vezes Campeão do Ranking de 2017 e 2018.

Castor Capoeira
Foto arquivo pessoal

Dessa maneira, mesmo tendo buscado o lado competitivo, acredito em todas as vertentes do ciclismo, o que importa é estar em cima da “magrela” fazendo o que se gosta e sendo feliz!!

Assim aproveito esta oportunidade para transmitir minha gratidão ao João Roberto, por me conceder este espaço e poder compartilhar com vocês leitores: histórias, experiências e assuntos diversos em um dos melhores sites no mundo da bike da atualidade.

Agradecimentos às minhas parcerias:

Uniformes DWE; Suplementos APTITUDEFIT; Isotônicos SUUM; Óculos Polarizados JFSUN; Cosméticos Veganos Esportivos ROSA DOS VENTOS; Site de ciclismo BIKE AOS PEDAÇOS; Hortifruit SACOLÃO REAL PARATY; Bike Shop JF AREAL; Nutrição Esportiva ÂNGELO ARRUDA; Treinador MAURO PEREIRA e Bike Shop RIBEIRO BIKE TECH.

Além disso você também pode se interessar:
Medida acertada

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

3 comentários em “Castor Capoeira, como entrei no mundo da bike e nas competições”

  1. Bacana Castor! Isso e A prova da importância do esporte em nossa vida, capoeira no teu caso , não existe obstáculo para quem está sempre ativo e tem disciplina . Mais sucesso Amigo. Tmj

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.