Onde podemos ganhar e perder tempo em uma prova de triathlon

Triathlon

Fala Triathleta, essa semana o IronMan Brasil foi novamente transferido e fica a frustração e sensação de DEJAVU, pois ano passado nessa época já tínhamos a mudança de data do IronMan Brasil. Isso vem sendo uma dificuldade a mais para quem treino, mas certamente ao cruzar a linha de chegada no IronMan vai valer muito a pena… Então aproveitando o gancho, vamos ganhar tempo e conversar sobre.

ONDE PODEMOS GANHAR E PERDER TEMPO EM UMA PROVA DE TRIATHLON

Se você é um atleta em uma prova de Ironman (Provas nas distâncias 3,8 – 180 – 42) e se pergunta onde pode obter seus maiores ganhos, a resposta geralmente está na corrida. Embora uma grande porcentagem dos participantes do Ironman seja capaz de correr uma maratona em menos de quatro horas, menos de 10% terminam a etapa da corrida em menos de quatro horas. Quantas vezes ouvimos os participantes dizerem: “Fiz uma ótima #natação, um ótimo #pedal e uma #corrida horrível”, eu sou um dos que já falou isso.

Por que isso?  

A resposta é: eles caminharam e muito.  Não há nada de errado em caminhar durante um #Ironman – se você planejar. A maioria dos atletas não planeja andar, mas acaba fazendo isso. Aqui estão algumas razões para as coisas não saírem exatamente como planejado.

natação
Foto arquivo pessoal
NATAÇÃO

Largada é com a natação e sempre envolve muita euforia e nervosismo, muito comum nos primeiros 1000m o atleta ir muito acima do seu ritmo e depois da segunda bóia começar a sofrer pra manter o ritmo, perdendo técnica e ficando cada vez mais lento.
Se você não é um nadador rápido, tente largar em um ritmo que não seja muito acima do seu, posicione-se um pouco atrás e deixe a linha de frente para a galera que nada mais forte, você vai aproveitar a esteira deles, ficará menos fadigado e no fim terá feito uma ótima natação, saindo da água pronto para pedalar.

FALTA DE CONTROLE DE RITMO NA BIKE.

Isso não quer dizer que você deve ir devagar na bike, mas é necessário controlar seu esforço depois da natação, na bicicleta para que a corrida não seja andando. 

Ao sair da água estamos ultra motivados por causa da torcida e todo aquele clima que forma em torno da transição T1, portanto tenha controle MENTAL de seu ritmo e siga o planejado (Potência – PSE). 

Depois da prova você vai ouvir coisas do tipo –Nossa depois do túnel o vento apertou na segunda volta ou vai encontrar muita gente depois do 130-140k girando para “soltar as pernas”. 

Manter um ritmo médio é o objetivo principal para não perder tempo, pois muitos perdem 3-5kms/h de média na segunda parte do pedal ficando muito aquém do que planejaram incialmente.

FALHA NA NUTRIÇÃO

O atleta comeu muito ou pouco na bicicleta.  Comer demais pode causar problemas gastrointestinais, como refluxo, gases ou no pior dos casos várias paradas para ir ao banheiro.  Pouca nutrição pode levar à desidratação e / ou arrebentação total e você quebrar como visto em vídeos antigos das provas. 

Acredite, aquilo era falta de hidratação e nutrição adequada. Seguir um plano básico pode ser a garantia de ir bem durante todo o dia de prova e evitar ter de ficar um longo tempo parado com câimbras.

FALTA DE CONTROLE NA T1 e T2

Muitos atletas vão errar a mão na T1 e sair rápido demais na Bike e o mesmo vai acontecer em certa medida na T2, vão sair na velocidade máxima devido a empolgação da torcida ao redor. 

Mas antes de sair para pedalar e ou correr, ainda na transição tem a confusão para achar bolsas, bike e trocar de roupa. Verifique antes da prova o melhor caminho para chegar a Bolsa da T1 e ou T2, identifique pontos de localização ao redor, memorize o que você vai fazer ali. 

Saber exatamente o passo a passo a ser dado na transição, pode ser a diferença de muitos minutos no tempo final de sua prova.

DESCONTROLE NA CORRIDA

Novamente é importante manter-se calmo, são 42kms a frente e andar não pode ser uma opção viável a todo o tempo. 

Uma boa estratégia e que dá certo com muitos, é ter um ritmo confortavelmente forte para manter entre os postos de hidratação e andar rápido nos postos enquanto bebe e come algo, isso pode e deve ser treinado e vai garantir a você um ritmo constante durante toda a etapa da corrida. 

Se você não for um corredor forte isso pode lhe render uns bons minutos.

OVERTRAINING

Enquanto a maioria das pessoas estão treinadas adequadamente para um Ironman (pelo menos bem treinadas o suficiente para terminar em menos de 17 horas), alguns dão um salto de fé, treinando de forma descoordenada e sem planejamento algum.  

A grande maioria não faz um polimento adequado.  O erro mais comum é quando o atleta não ouve seu corpo durante as semanas que antecedem o evento escolhido e isso deve ser debatido abertamente com o treinador durante todo o ciclo.

Muitas vezes o atleta chega na prova cansado ​​e já desmotivado. Converse com seu treinador, ele está aqui para ajudá-lo

Deixem seus comentários e vamos conversando mais sobre.
Grande abraço galera e vamos juntos nessa jornada.

Italo Valu
Treinador de Triathlon ; Graduado em Ed Física
Treinador Certificado IronMan;
CBTRI Nível 2; Training Peaks
valubikes@gmail.com
Instagram: @VALU_TRI
Facebook: Valu Triathlon
SITE: www.Valutri.com

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.