Eliana Pinheiro e Gustavo Xavier são campeões do Warm Up Pro

Warm Up Pro

Ciclistas administraram a boa vantagem que tinham na liderança desde o primeiro dia da competição em Botucatu (SP) e comemoram o título inédito em suas carreiras do maior evento de esportes outdoor do País

A nona edição do Festival Santander Brasil Ride terminou em grande estilo na tarde desta terça-feira (7) em Botucatu, na região da Cuesta Paulista. Além da terceira e última etapa do Warm Up Pro e do E-MTB, o dia contou com mais três largadas. Warm Up Sport, Tour e Kids Bike Race, movimentando a arena do evento durante todo o dia. Na principal categoria em disputa, as elites feminina e masculina, Eliana Pinheiro e Gustavo Xavier comemoram o título de campeões, feito inédito na carreira de ambos, e escreveram seus nomes na história do maior evento de esportes outdoor do País.

A última etapa do Warm Up Pro teve percurso de 53,8 km e altimetria 1.306 m

Na elite masculina, a prova começou a ser definida logo no começo. Ao chegarem no ponto de hidratação 1, com 15,5 km, lideravam a prova Gustavo Xavier, Alex Malacarne, Sidnei Fernandes e Leandro Donizete. Pouco tempo depois, Sidnei teve um problema mecânico e quem alcançou o pelotão foi João Paulo Firmino, quarto colocado do dia. A vitória da etapa 3 foi de Leandro, em 1h59min50, que cruzou a linha de chegada no mesmo tempo de Gustavo e Alex, campeão e vice, respectivamente, do Warm Up Pro, que teve Sidnei no top 3 do acumulado.

“Em 2020, além de vencer na geral, também ganhei esta última etapa. Mesmo não sendo campeão desta vez, consegui o top 5 na última corrida e fiquei bem feliz, porque na primeira etapa tive dois pequenos imprevistos e isso me custou tempo na classificação”, assim comentou Leandro Donizete. “A energia deste evento e da organização é maravilhosa. Sempre que tiver o Festival de Botucatu, mesmo com corrida em mesma data, eu venho para cá. Eu amo estar neste evento, por toda a energia positiva que a gente sente aqui. Fazer o que amamos em uma das maiores provas de ciclismo do mundo, não tem preço”, então completou Donizete. 

Ótimo retorno

Após a quarta colocação geral na edição anterior, Gustavo Xavier pode finalmente colocar seu nome no hall de campeões do Warm Up Pro.

“Dia bom para mim. Me senti super bem, em uma etapa que conseguimos completar em duas horas. Na primeira serra abrimos em um grupo de quatro atletas. Viemos revezando e na última serra abrimos uma distância para o João Paulo Firmino. Alex e eu ajudamos bastante o Leandro a tirar tempo dos adversários para entrar no pódio final, e eu consegui manter minha liderança. Fiquei bem feliz pelo título, porque cheguei há poucos dias do Mundial de MTB e senti que pude colocar em prática tudo o que aprendi lá”, então contou Gustavo Xavier.

Uma das revelações do mountain bike brasileiro na atualidade, Alex Malacarne fez sua avaliação da terceira e última corrida do evento.

“Nas duas subidas da prova decisiva o grupo se selecionou. No final ficamos em três, Leandro, Gustavo e eu. O Leandro foi o vencedor do dia, enquanto Gustavo eu consolidamos o título e o vice-campeonato do Festival Santander Brasil Ride. Todos os três ficaram felizes e satisfeitos, então, agora, vamos para as próximas”, assim destacou Alex, que fará dupla com Gustavo Xavier na ultramaratona Santander Brasil Ride Bahia, em novembro.

Elite feminina

Entre as mulheres, a ciclista Eliana Pinheiro confirmou o favoritismo, após ter dominado a prova desde o primeiro dia. Na terceira e última etapa, mais uma vitória conquistada, em 2h31min33, desta vez com seis minutos de vantagem para a segunda colocada do dia, Karine Souza, que concluiu o percurso em 2h37min51. A vice-campeã da categoria foi Fabiana Brandão, seguida de Karine, que completou em terceiro lugar. Karen Paiva e Vanessa Paris completaram o pódio no somatório dos três dias.

“A etapa decisiva foi rápida e curta. De certa forma plana, com um congestionamento em um single track (trilha estreita), e outra vez o sol não foi tão intenso. Me sinto maravilhosa por ser campeã. Sempre quis ganhar o Festival Santander Brasil Ride, então ainda não sei bem o que estou sentido. Feliz demais, porque treinei muito para isso. Tanta gente para agradecer, meu treinador, os amigos que treinaram comigo, as minhas treinadoras que definiram todo o planejamento. Estou satisfeitíssima porque eu amo a Brasil Ride. Realizei um sonho”, então vibrou Eliana.

E-MTB

Na categoria das bicicletas de pedal assistido, Isabella Ribeiro e Erick Bruske confirmaram seu favoritismo e faturaram o título da competição de E-Bike do Festival Santander Brasil Ride.

“Competição bem legal. Estava receosa em competir uma maratona com a E-bike, mas foi muito legal e dura. Com muitas subidas e, para bike elétrica, isso faz com que fique mais desafiador. Há trechos que fazemos força e também teve trechos bem técnicos, ou seja, não foi nada fácil”, assim comentou Bella, como é conhecida.

“A etapa decisiva foi a cereja do bolo. Outra prova redonda. Na E-bike há vários quesitos que o pessoal ainda não conhece. Não é apenas o ciclista que pode ter problemas, a bike também. Temos que estar atentos na pilotagem e cometer o mínimo erros possível. Largamos pela primeira vez junto com a Pro e deu para sentir onde a nossa bike faz diferença. Estava com os campeões no pelotão na frente, até que na subida a bike fez seu papel e fui sozinho. O percurso era realmente show, bem com a cara da Brasil Ride”, por fim analisou Bruske, bicampeão da disputa.

Warm Up Sport

Largando uma hora após a Pro, às 9h da manhã, os ciclistas do Warm Up Sport também fizeram sua festa nas trilhas de Botucatu e região. A disputa contou com 40,7 Km e altimetria 1.012 m. Entre os homens, o mais rápido do dia foi Gustavo Borges, da sub-23, com o tempo de 1h33min23 em primeiro lugar, seguido de William Brandi, da juvenil, com 1h33min46. Em terceiro lugar entre os homens foi Lucas de Andrade, em 1h34min36, da categoria máster A1. No feminino, as ciclistas mais rápidas foram Regiane Ziviane (elite), em 1h58min49, Angelica Amorim e Daniela Camargo, ambas da sub-30, em 2h01min06 e 2h04min05, respectivamente.

Top 5 da terceira etapa:

Masculino

1) Leandro Donizete – 1h59min50seg484
2) Gustavo Xavier – 1h59min50seg822
3) Alex Malacarne – 1h59min50seg983
4) João Paulo Firmino – 2h01min04
5) Sidnei Fernandes – 2h04min19

Feminino

1) Eliana Pinheiro – 2h31min33 
2) Karine Souza – 2h37min51
3) Karen Paiva – 2h42min25
4) Vanessa Paris – 2h43min54
5) Fabiana Brandão – 2h44min25

Top 5 acumulado após três etapas:

Masculino

1) Gustavo Xavier – 6h04min13
2) Alex Malacarne – 6h07min01
3) Sidnei Fernandes – 6h15min47
4) João Paulo Firmino – 6h16min18
5) Leandro Donizete – 6h17min17

Feminino

1) Eliana Pinheiro – 7h43min23
2) Fabiana Brandão – 8h10min34
3) Karine Souza – 8h11min04
4) Karen Paiva – 8h22min29
5) Vanessa Paris – 8h33min55

Warm Up Pro – Festival Brasil Ride

2021 – Eliana Pinheiro / Gustavo Xavier
2020 – Letícia Cândido / Leandro Donizete
2019 – Sofia Subtil / Bruno Lemes
2018 – Isabella Ribeiro / Hugo Prado Neto
2017 – Lais Saes / Halysson Ferreira
2016 – Fernanda Prieto / Lukas Kaufmann
2015 – Viviane Favery / Hugo Prado Neto
2014 – Daniela Genovesei / Ricardo Pscheidt
2013 – Daniela Genovesei / Hugo Prado Neto

Fotos divulgação

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.