Bicicleta é tema da Maratona de Ideias do SESC São Paulo

Bike-a-thon

O Instituto Aromeiazero e unidades do Sesc SP apoiam ideias, projetos e negócios que utilizam a bicicleta para fortalecer o território central durante e pós pandemia

De acordo com os dados levantados pela Aliança Bike, o número na venda de bicicletas aumentou 34,17% no primeiro semestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020. Outra organização que também registrou esse crescimento foi a Tembici, responsável por operar serviços de empréstimo de bicicletas no país. Segundo a empresa, houve um crescimento do número de aluguéis de 9% entre janeiro e julho de 2021 em relação ao ano passado. Em muitas cidades o uso da bicicleta já vinha se tornando tendência e a pandemia colocou isso ainda mais em evidência. Além de ser usada para a prática de exercícios físicos, meio de transporte e ferramenta de geração de renda, a bicicleta  também pode ser usada como fortalecimento do comércio local.

Foi pensando em fomentar o uso da bike que o Instituto Aromeiazero junto a 6 unidades do Sesc (24 de Maio, Carmo, Consolação, Bom Retiro, Florêncio de Abreu e Parque Dom Pedro II) irá promover no próximo dia 25, às 11h30, a ‘Maratona de Ideias’, uma  live de apresentação das dez propostas selecionadas na Bike-a-thon Centro. Logo após, os responsáveis por elas serão avaliados e receberão feedbacks da Renata Falzoni, arquiteta, jornalista e idealizadora do portal Bike é Legal; Cristina Fongaro Peres, assistente técnica da Gerência de Educação para a Sustentabilidade e Cidadania onde responde pela área da Valorização Social do Sesc SP; e Cadu Ronca, diretor do Instituto Aromeiazero.

Veja quais foram as propostas selecionadas:

Selim Cultural: formação de bikers entregadoras/es do coletivo Señoritas Courier, para que estas pessoas elaborem roteiros de conteúdo cultural pela região central da cidade.

EcoMilhas: programa de milhas em que cada quilômetro pedalado se transforma em pontos que valem descontos entre os lojistas da região.

Mapeamento Ciclo Amigável com Señoritas Courier: a ideia é mapear,identificar e criar um mapa online com pontos estratégicos que ofereçam suporte à ciclistas de forma gratuita, como por exemplo, espaços de recarga elétrica de aparelhos celulares, espaços para alimentação, entre outros.

BikeSystem: coletivo que reutiliza, recicla e ressignifica bicicletas abandonadas pela cidade e  transforma em difusores de arte com o objetivo de levar música e doações para pessoas em situação  de rua no Centro de São Paulo.

“Rolê no Centro”:  buscam a realização de passeios de bike e outras rodinhas em ações culturais pelo Centro de São Paulo com o Coletivo CicloCentro_SP. A ideia é juntar coletivos que atuem utilizando a bicicleta. 

Maratona Mulher na Bicicleta: criado pela Vespas Bike Gang, coletivo de mulheres que começou em setembro de 2018 busca realizar atividades para autonomia da mulher no ciclismo. Seu lema é “qualquer mina, qualquer bike”.

BAZE – Mini-oficina de Suporte axs Ciclo Entregadorxs: idealizado pelo grupo de cicloentregadores “SP.Mess”, consiste na instalação de um arsenal básico de ferramentas para manutenção e cuidados de bicicletas, nos seguintes centros culturais: Al Janiah [Bela Vista], Casa do Povo [Bom Retiro], Galpão Casa 1 [Bela Vista] e Espaço Selva [Mooca].

Motor Humano: realizado pelo Bicicletário 68, da ocupação Ouvidor 68,  busca imaginar novas formas de transporte, invertendo a escala automóvel-bike, a fim de fortalecer o acesso à cultura e a cidade para a população das ocupações do Centro de São Paulo.

Pedalar é urbano: street art sp: a ideia do projeto é evidenciar através de um “tour” ciclístico artes de mulheres, pessoas pretas e indígenas.

PedalinhA: tem como proposta brincar e ocupar os espaços de pedal para crianças,  traçando rastros por linhas curvas de chão, que circundam e cortam a Praça Olavo Bilac e da Ciclofaixa do entorno.

A Bike-a-Thon, maratona de inovação social, criatividade e mentoria para apoiar o desenvolvimento de soluções que utilizem a bicicleta para fortalecer o território durante e pós pandemia, está acontecendo desde o mês de agosto e contou com lives inspiradoras e mentorias sobre Bicicleta e Impacto Social ; Gestão de Inovação Social e Modelos de Sustentabilidade Financeira. Agora chega em sua fase final com apresentações de soluções que serão apoiadas e acompanhadas pelo Instituto até o fim deste ano.

Vale dizer que todas essas propostas são para o fortalecimento da economia local no centro de São Paulo durante e pós pandemia. 

Participe da live e contribua com as ideias, dando sugestões e tirando dúvidas sobre elas.

Maratona de Ideias – Bike-a-thon Centro

Foto divulgação Aromeiazero

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.