Vinicius Rangel fica em 9º no Mundial de Estrada 2021 na Bélgica

Vinicius Rangel

Jovem revelação do ciclismo brasileiro foi o melhor atleta do continente americano na competição Sub23 e terminou em 9º lugar na prova de resistência

O segundo semestre está sendo marcante para a carreira do brasileiro Vinicius Rangel. O ciclista, de apenas 20 anos, conquistou nesta sexta-feira, dia 24, a 9ª colocação na prova de resistência da categoria Sub23 no Campeonato Mundial de Ciclismo de Estrada. Que então está sendo disputado em Flanders, na Bélgica.

Considerado um dos circuitos mais técnicos e difíceis dos últimos anos. O mundial na Bélgica assim reuniu os melhores atletas Sub23 da atualidade em uma edição especial de 100 anos. Os ciclistas percorreram 161 quilômetros enfrentando subidas íngremes e trechos seletivos que exigiram muita qualidade dos competidores.

O brasileiro Vinicius Rangel entrou na disputa decidido a realizar uma competição estrategicamente conservadora e consciente, ficando sempre muito bem posicionado entre os primeiros colocados e evitando se envolver em quedas e possíveis divisões no pelotão. A tática deu certo e Vinicius chegou nos últimos quilômetros ainda com folego para brigar por uma medalha.

No final

No sprint, disputado no seleto grupo que resistiu na liderança da prova, Vinicius Rangel conquistou a 9ª colocação e comemorou o resultado. Terminando como o melhor atleta do continente americano entre os 178 ciclistas que disputaram o mundial.

“A competição foi dura como todos já esperavam. O circuito foi muito técnico com velocidade alta em vários trechos e súbidas que exigiam muito. Estou feliz com o resultado, na parte final eu estava me sentindo muito bem e cheguei a pensar em atacar, mas acabei buscando marcar alguns atletas e fui para o sprint. Poder representar o Brasil e sair como o melhor sul-americano é uma grande satisfação, ainda mais sendo o meu primeiro mundial na categoria”, então destacou Vinicius.

A vitória ficou com o italiano Filippo Baroncini em primeiro lugar, que atacou nos quilômetros finais e garantiu o título com uma pequena vantagem sobre os adversários.  Em segundo lugar Biniam Girmay, da Eritreia, que assim garantiu a primeira medalha em mundiais para seu pais. Em terceiro lugar o holandês Olav Kooij.

Assim veja o resultado completo no link.

Foto divulgação

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso assim seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.