Brasil sediará Copa do Mundo de Mountain Bike em 2022

copa do mundo

Equipe da CIMTB Michelin será a responsável por organizar o evento em Petrópolis, cidade natal do campeão mundial de XCM, Henrique Avancini

A CIMTB Michelin em parceria com a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) organizará a segunda etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike. Prevista para os dias 8 a 10 de abril de 2022, em Petrópolis, Rio de Janeiro. O evento que acontece igualmente em vários continentes, retorna ao Brasil após 17 anos para expandir o esporte e incentivar a prática do ciclismo em diferentes regiões do mundo.

As provas oficiais, de XCO (Cross Country Olímpico) e XCC (short Track), ocorrerão na cidade natal do primeiro brasileiro a vencer uma etapa da Copa do Mundo. Henrique Avancini, que também é um dos responsáveis pela conquista.

“Desde 2017 ou 2018 já existia um desejo muito grande da UCI, da Red Bull e dos nossos parceiros de trazer o evento para o Brasil. Eu participei muito no sentido de buscar um organizador que atendesse às exigências da UCI. Eles requisitaram que, se fosse vir para o Brasil, teria que ser na minha cidade. O Rogério [ Bernardes ] topou o desafio, o que gabaritou ainda mais a confiança deles”, então conta Avancini.

As etapas da Copa do Mundo de Mountain Bike são competições muito disputadas por organizadores no mundo inteiro. De acordo com a União Ciclística Internacional (UCI), órgão máximo do esporte, os maiores eventos da UCI chegam a gerar mais de 200 milhões para os negócios locais.

henrique avancini
Foto reprodução Redbull TV

“Essa conquista representa muito não só para nós e para o Henrique. Mas também para o ciclismo brasileiro, que será mais uma vez o centro do mapa mundial do esporte em 2022. Vamos fazer o melhor trabalho possível para que a Copa do Mundo não saia nunca mais do Brasil. E tenho certeza que a torcida brasileira vai eletrizar e fazer história”, assim conta Rogério Bernardes, organizador da CIMTB Michelin.

O mercado brasileiro de ciclismo vem crescendo de forma estável já há alguns anos.

Segundo a Abraciclo, o crescimento da produção no Brasil em 2020 foi de 12,8%, com um total de 750 mil bicicletas fabricadas. Um dos motivos desse aumento é a bike entrando no dia a dia do brasileiro durante a pandemia.

“É uma conquista coletiva. Tanto minha, que venho crescendo como atleta, para a CIMTB Michelin como organizadora e para todo o contexto do ciclismo no Brasil, que tem se tornado uma potência mundial do esporte”, por fim conta Avancini.

Aviso: Se você é o detentor dos direitos autorais das imagens utilizada nessa matéria, entre em contato para que possamos dar os devidos créditos ou retirar, caso seja necessário.

Além disso você também pode se interessar:

Clique aqui e veja os descontos que nossos parceiros concede para nossa audiência!

3 comentários em “Brasil sediará Copa do Mundo de Mountain Bike em 2022”

  1. A notícia é boa. Mas acredito é o momento do ciclismo esporte e o ciclismo mobilidade unirem forças e transformar esse lamentável fato (link no canto inferior) em algo grande que chame a atenção da mídia (escrita, falada, televisiva, digital, etc) ao ponto de provocar muito incomodo e debate sobre a realidade do ciclista nas ruas, estradas e rodovias.

    Esse ciclista é o atual campeão mundial de MTB XCM, em 2022 o Brasil sediará uma etapa da Copa Mundial de MTB por causa desse ciclista, e esse ciclista (e outros atletas) não podem treinar porque a maioria dos condutores de veículos automotores entende que lugar de ciclista não é na rua, na estrada ou na rodovia! (Entendimento devidamente endossado pelo poder público!)

    É hora de unir forças e transformar esse infortúnio em oportunidade de melhorias.

    Independente do tipo de uso que faz da sua bicicleta, qual ciclista nunca passou por uma situação de risco por conta da intolerância da maioria dos motorizados?

    https://youtu.be/zEdfZOuR5Ec

  2. É uma ótima notícia, serra maravilhoso o acontecimento.

    Só fico triste com o que se está fazendo no país com o mercado de Bikes é peças de reposição, são preços surreais que não condizem com a realidade do povo brasileiro, MTB é Cicllismo já não é mais pra qualquer um. Infelizmente.
    A indústria deveria ser mais sensível a está detalhe.
    Obg.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.